O popular presidente do Ciudadanos está a conquistar as preferências do eleitorado espanhol: se as eleições em Espanha fossem hoje, Albert Rivera seria o preferido por 31% dos espanhóis e o mais provável líder do governo espanhol, a uma larga distância do socialista Pedro Sánchez, com apenas 12%, e ainda mais de Mariano Rajoy, que não consegue mais de 10% das preferências, revela uma sondagem da SocioMétrica para o jornal El Español. Na mesma linha do atual primeiro-ministro e líder do PP, estão ainda Alberto Garzón, da IU, seguido por Pablo Iglesias, com apenas 9%.

Albert Rivera tem vindo a reforçar a sua popularidade junto dos eleitores espanhóis, sendo atualmente o político que mais valoriza. Num recente barómetro do Centro de Investigações Sociológicas, conforme explica o El Español, o deputado de origem catalã e dirigente do Ciudadanos obteve 4,9 pontos num total de 10. Dentro do próprio partido a sua liderança é incontestada: 77% quer vê-lo no Palácio da Moncloa, a sede do governo espanhol. Mais: tem conseguido agradar a eleitores mais próximos do PP (que lhe deram 7,8 pontos em 10) e também do PS espanhol.

Nenhum outro líder consegue tão bons resultados dentro dos seus próprios partido, revela a mesma avaliação. Só 47% dos simpatizantes do PP apoia a manutenção de Rajoy à frente do executivo, uma percentagem muito próxima dos 36% que preferem o rival Rivera. Já no PSOE, 53% dos eleitores votaria no líder Pedro Sánchez.

A sondagem divulgada pelo El Español envolveu mil entrevistas a cidadãos espanhóis com mais de 16 anos, realizadas entre 19 e 29 de março, em várias regiões de Espanha. Metade dos inquéritos foram via contacto telefónico, os restantes foram através de um painel online.