O Presidente norte-americano, Donald Trump, disse esta quinta-feira existirem “três ou quatro datas” possíveis para o seu encontro com o dirigente norte-coreano Kim Jong-un, previsto para as próximas semanas, e confirmou estarem a ser analisados cinco locais.

Trump tinha indicado que a cimeira com Kim poderia realizar-se no final de maio ou início de junho. “Temos uma decisão a tomar, temos três ou quatro datas”, declarou Trump à Fox News, na véspera da histórica cimeira entre Kim Jong-un e o Presidente sul-coreano, Moon Jae-in, na linha de demarcação militar que divide a península.

Kim Jong-un atravessa a fronteira para se encontrar com líder sul-coreano

Interrogado sobre as suas expetativas de encontrar o homem que já qualificou de “rocket man (homem foguete)”, numa alusão aos mísseis lançados por Pyongyang, Trump respondeu de modo ambíguo.

“É possível que eu abandone rapidamente a discussão com respeito ou talvez mesmo que o encontro não se realize, quem sabe?”, disse, adiantando: “O que posso dizer-vos é que eles querem que ele se realize”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Sobre a recente visita secreta a Pyongyang do chefe da CIA Mike Pompeo, Trump assegurou existirem “fotografias incríveis” do encontro daquele com o líder norte-coreano. “Não era suposto ele encontrar-se com Kim Jong-un (…) foi organizado quando ele (Pompeo) já lá estava”, explicou, precisando que os dois falaram durante “mais de uma hora”.

Mike Pompeo deverá ser confirmado esta quinta-feira pelo Senado como chefe da diplomacia norte-americana, sucedendo a Rex Tillerson, demitido por Donald Trump.

Trump confirma reunião “muito fluida” entre diretor da CIA e Kim Jong-un