O pai de Meghan Markle vai falhar o casamento real e já não vai levar a filha ao altar no próximo sábado, dia 19 de maio. A informação é avançada pelo TMZ e pelo Daily Mail. Thomas Markle está envolvido num escândalo, depois de ter sido descoberto que estava a colaborar com os “paparazzi” para encenar uma série de fotografias.

Aos 73 anos, o pai da ex-atriz contou ao site TMZ que sofreu um ataque cardíaco há seis dias, mas que, ainda assim, tinha intenções de estar presente no casamento. A este meio de comunicação, Thomas Markle assegurou que nunca quis magoar a filha ou a família real britânica quando fez o acordo com um fotógrafo para tirar fotos de si próprio a preparar-se para o casamento do ano. Disse ainda que tem uma razão para o ter feito e que o dinheiro não foi o principal motivo — ao que parece, Thomas queria melhorar a sua imagem pública.

Apesar de ter sofrido um ataque cardíaco, o pai de Meghan Markle não vai estar presente no enlace real porque não querer envergonhar a filha ou a família real. 

O pai da futura mulher do príncipe Harry terá colaborado com o fotógrafo britânico Jeff Rayner para fabricar várias imagens, mesmo depois do pedido explícito de Harry para que os media deixassem o pai da noiva em paz. O Palácio de Kensington emitiu um comunicado onde pedia o respeito dos vários meios de comunicação pela privacidade de Thomas Markle, muito à semelhança do que aconteceu relativamente a Meghan Markle quando o namoro dela com Harry ficou público.

Thomas foi apanhado a encenar as imagens que, entretanto, correram o mundo. O norte-americano terá ganho 100 mil libras, o equivalente a 113 mil euros.

Segundo o Daily Mail, Thomas Markle foi descoberto por câmaras de vídeo vigilância a chegar a um café com o fotógrafo Jeff Rayner. Minutos mais tarde, o par foi visto a orquestrar uma imagem ao detalhe: Thomas Markle sentado à mesa do café, com o computador em frente, a ler uma notícia sobre o casamento da filha com o príncipe Harry. Jessica Anaya, de 34 anos, contou ao Daily Mail como as imagens foram encenadas. Anaya, que gere o café em questão, disse que os dois homens estavam a menos de dois metros de distância quando as fotografias foram tiradas.

O homem e o fotógrafo chegaram juntos. Não ficaram muito tempo. Provavelmente uns 10 minutos. E saíram juntos. Achei estranho estarem a tirar fotografias aqui”, contou ao jornal.

Nas restantes imagens encenadas, Thomas Markle é visto a experimentar um fato para o casamento do próximo sábado — sabe-se agora que o alegado alfaiate era um estudante de apenas 17 anos, empregado numa loja de artigos para festas, contratado para o efeito — e também a ler um livro num dos cafés da cadeia Starbucks.

Esta não é a primeira vez que a família de Meghan Markle se vê envolvida num escândalo. Recentemente, o futuro cunhado do príncipe Harry escreveu-lhe uma carta, onde se lia que o melhor mesmo era não casar. “Não é demasiado tarde. A Meghan Markle não é, obviamente, a mulher certa para ti”.