Ser fã dos Beatles é mais do que saber as letras de Hey Jude, Let It Be e Yesterday. É mais do que saber que Lennon, McCartney, Harrison e Starr foram quatro rapazes de Liverpool que mudaram o panorama musical europeu e mundial. Até é mais do que saber que aquele som que marca o ritmo de Blackbird é o pé de Paul McCartney. Ser fã dos Beatles envolve saber que Eleanor Rigby existiu, que Lucy In The Sky With Diamonds significa LSD, ir a Penny Lane e, claro, passar pelo menos uma vez na vida aquela passadeira em Abbey Road.

Em 1969, George Harrison, Paul McCartney, Ringo Starr e John Lennon atravessaram a passadeira de Abbey Road, em Londres, depois de uma sessão de gravação no histórico estúdio daquela rua: a fotografia, imortalizada no álbum Abbey Road, tornou-se uma das mais famosas do mundo e foi recriada por fãs e turistas naquele exato sítio.

Esta segunda-feira, 49 anos depois do lançamento de um dos álbuns mais icónicos da história da música, Paul McCartney voltou a atravessar a passadeira de Abbey Road. Com o casaco ao ombro e de sandálias – e não descalço, como na fotografia de 1969 -, foi filmado pela filha, Mary McCartney, e o vídeo foi um sucesso instantâneo nas redes sociais. No fundo do vídeo é possível ver dezenas de pessoas a assistir à passagem de McCartney.

O músico britânico estava a caminho dos estúdios de Abbey Road, onde deu um concerto especial para alguns convidados. McCartney, de 76 anos, vai lançar Egypt Station, o seu 17.º álbum de estúdio a solo, em setembro.

Esta é a segunda vez que Paul McCartney faz sucesso nas redes sociais no espaço de um mês. No final de junho, o britânico foi o convidado de James Corden no Carpool Karaoke, a famosa rubrica de entrevistas a músicos do programa de televisão The Late Late Show with James Corden. A viagem incluiu uma passagem por Penny Lane, pela casa de infância de McCartney e por um pub onde o beatle costumava tocar com John Lennon quando eram adolescentes.