Transportes

Mytaxi escolhe Lisboa para arrancar com projeto pioloto de trotinetes elétricas

A empresa líder europeia em serviços digitais de reserva de táxis escolheu Lisboa para ser a primeira cidade a receber o projeto piloto de trotinetes elétricas (as HIVE), que anunciou em outubro.

Para já, estarão disponíveis 120 trotinetes na capital portuguesa, mas nos próximos tempos o número vai chegar às 400

Mytaxi

A pista já tinha sido dada em outubro, quando a Mytaxi, a empresa líder europeia em serviços digitais de reserva de táxis, anunciou que ia lançar “ainda este ano” na Europa um projeto piloto de trotinetes elétricas. Agora, a empresa anunciou que Lisboa foi a cidade escolhida para ser a primeira capital a receber as HIVE, as trotinetes elétricas que vão testar outra forma de mobilidade. Para já, estarão disponíveis 120 trotinetes na capital portuguesa, mas nos próximos tempos o número vai chegar às 400.

O anúncio foi feito esta terça-feira pelo presidente executivo da Mytaxi, Eckart Diepenhorst, juntamente com Miguel Gaspar, vereador da Mobilidade da Câmara Municipal de Lisboa, e Tiago Ibrahim, responsável pelo projeto em Portugal. A startup passa assim a juntar-se a outras plataformas de mobilidade que já não apostam apenas em carros — como é o caso da Lift, da Uber (com a Jump) e da Taxify (com a Bolt) — e também a plataformas como a Lime e a Bird que criaram um novo mercado na mobilidade através das “E-scooters”.

“Vemos isto como um piloto para o negócio e queremos mesmo garantir que fazemos isto da forma certa. Primeiro temos de aprender a melhor forma de operar isto. Queremos fazer tudo de forma a que a cidade goste de nós”, sublinhou o CEO da Mytaxi durante a apresentação. A escolha de Lisboa, referiu Eckart Diepenhorst, combinou em diversos fatores, mas o maior passou pela “boa ligação à cidade” e pelo diálogo com a Câmara Municipal de Lisboa ao longo dos três meses de desenvolvimento do projeto. Na cidade, estarão 12 pessoas fixas da empresa e o objetivo é chegar “a um público diferente”.

Como negócio, a Mytaxi está muito consciente da sua responsabilidade em relação ao ambiente e às pessoas. Achamos que é a nossa obrigação tornar a mobilidade mais disponível para outras pessoas e ter um impacto social nas cidades onde operamos”, acrescentou o presidente executivo da Mytaxi.

O modo de funcionamento é semelhante ao das plataformas que têm surgido: os utilizadores têm de fazer o download da app. De seguida, surge um mapa com os locais onde as hive estão disponíveis, tendo o utilizador que utilizar um QR code para desbloquear o veículo. Há um preço fixo de um euro para desbloquear a trotinete, sendo depois contabilizados 0,15 cêntimos por cada minuto de utilização. No final da viagem, surge no ecrã o resumo com o tempo de utilização e o preço que foi cobrado.

O aluguer das trotinetes da hive já está disponível através da app

“Só quando a cidade gosta de nós é que temos um negócio”

Além de facilitar a deslocação, o objetivo desta aposta da Mytaxi serve também para explorar a conjugação do serviço de táxis com o serviço de trotinetes elétricas. Se a experiência em Lisboa funcionar, a empresa poderá expandir este novo serviço para outros mercados já no próximo ano. Para já, o foco é também fazer com que “no próximo ano toda a energia utilizada para recarregar as scooters vai ser 100% renovável”, acrescentou o presidente executivo.

Sobre a segurança, os responsáveis reafirmaram a importância do uso do capacete que, em breve, serão disponibilizados pela empresa. “É a nossa obrigação utilizar a app para comunicar com o cliente e também para o educar. Isto não é apenas um chapéu bonito. Toda a gente tem de saber que é obrigatório utilizar os capacetes. Se os utilizadores não agirem de forma segura e se não encorajarmos a agir de forma segura, então isto não vai ser uma forma de mobilidade divertida e sustentável”, reforçou Eckart Diepenhorst.

Queremos ter a certeza que cooperamos com a cidade de Lisboa, porque só quando a cidade gosta de nós e as pessoas de Lisboa gostam de nós é que temos um negócio”, referiu Eckart Diepenhorst durante a apresentação das hive.

Tiago Ibrahim alertou ainda para as regras de estacionamento destas trotinetes: é necessário “ter a certeza que ficam fora das ciclovias e dos ciclos pedestres”. Em Lisboa, há cerca de 60 hotspots distribuídos pela cidade, confirmou Miguel Gaspar.

Criada com o objetivo de ser uma app para ligar táxis e passageiros, a Mytaxi nasceu em 2009 e já está disponível em mais de 150 cidades europeias, tendo já mais de 100 mil motoristas e 10 milhões de passageiros que utilizam a aplicação para chamar táxis. Em Portugal, a empresa está presente em Lisboa e no Porto.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)