O espanhol José Luis Rodrigo López, de 84 anos, morreu repentinamente na terça-feira, três dias depois de ganhar 400 mil euros no sorteio do el Gordo, a famosa lotaria de Natal espanhola, que se realizou no passado sábado. As causas da morte ainda não foram conhecidas.

Segundo o canal de televisão espanhol Antena 3, citado pelo jornal La Vanguardia, López era comerciante e geria a cadeia de lojas Rodrigo, na cidade de Huesca, juntamente com o irmão. Fizeram compras naquelas lojas de roupa várias gerações de habitantes da cidade.

Lópex tinha um dos bilhetes premiados do sorteio natalício, que foi comprado na avenida da Paz de Huesca, perto do local onde trabalhava. A lotaria El Gordo distribuiu este ano 2,38 mil milhões de euros, o maior prémio do mundo.

Em média, os espanhóis gastam 67,56 euros no El Gordo, sendo que 70% do valor total que os espanhóis gastam a comprar a lotaria é distribuído em prémios e os restantes 30% vão para o Estado e para as agências que vendem a lotaria. Este sorteio de Natal existe há mais de 200 anos.