Rádio Observador

Audi

Audi revela compacto eléctrico no Salão de Xangai

Com uma estética futurista e um interior minimalista, o AI:ME antecipa um hatchback eléctrico, de dimensões compactas e vocação urbana. Assenta na plataforma MEB, agora também ao serviço da Audi.

A Audi continua a preparar caminho para um futuro eléctrico. Depois de ter revelado o concept Aicon, em 2017, e um ano depois o PB-18, desvenda agora um protótipo que se destinará a ocupar na gama do fabricante alemão o mesmo lugar que o el-Born desempenhará no portefólio da Seat e o I.D. Neo (nome de código) na oferta eléctrica da Volkswagen. Denominado AI:ME, pouco ainda se sabe acerca do concept que a marca dos quatro anéis vai mostrar pela primeira vez aos olhos do público quando se abrirem as portas do Salão de Xangai, na China.

Esteticamente, estamos perante um modelo que se inscreve na linha futurista que tem caracterizado os últimos conceitos da Audi. Mas embora remeta para a audácia dos protótipos mais recentes do construtor alemão, este AI:ME acaba por exibir semelhanças com os eléctricos que outras marcas do Grupo Volkswagen já apresentaram para esta bitola. Assim, embora a secção dianteira seja muito parecida com a do Aicon, visto de lado, o perfil do AI:ME convoca a silhueta do I.D. Neo, para a traseira nos oferecer um “arranjo” similar ao do Seat el-Born, se bem que a apostar em ópticas dinâmicas para reforçar o carácter premium desta proposta.

O interior, embora luxuoso, não deixa de ser minimalista, com a Audi a preferir colocar ênfase no espaço a bordo, argumento que é realçado pelas portas traseiras de abertura suicida. Não faltam também os gadgets tecnológicos, para entreter os passageiros durante as horas de ponta, pois nesse caso caberá ao sistema de condução autónoma de nível 4 lidar com o trânsito.

Ainda que o fabricante de Ingolstadt não faça qualquer referência à arquitectura que está na base deste novo concept, poucas dúvidas restarão que se trata da plataforma eléctrica projectada pela Volkswagen, a MEB, que também serve os compactos Neo e el-Born. Tanto mais que a distância entre eixos é a mesma do recente Q4 e-tron concept (2,77 metros), protótipo apresentado em Genebra e que também elege a MEB, estando previsto que a sua versão de produção chegue já no próximo ano.

Com 4,30 metros de comprimento, 1,90 de largura e uma altura de 1,52 metros, o AI:ME é accionado apenas por um motor com uma potência de 170 cv, montado no eixo traseiro e alimentado por um pack de baterias de 65 kWh.

A Audi prefere concentrar-se em posicionar mais este concept como a sua visão de mobilidade nas cidades do futuro do que como um futuro modelo de produção em série. Mas se Volkswagen e Seat apostam neste segmento para garantir volume de vendas, seria estranho se o construtor de Ingolstadt prescindisse desta fatia do mercado…

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: scarvalho@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)