O militar português que ficou ferido na República Centro-Africana já está a caminho de Portugal num avião da Força Aérea, disse o porta-voz Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA).

“O militar português está a ser transportado para Portugal num Falcon da Força Aérea que partiu hoje de manhã da República Centro-Africana. Quando chegar, o militar será transportado para o Hospital das Forças Armadas onde lhe será feita uma avaliação clínica”, disse o comandante Pedro Coelho Dias à agência Lusa.

O militar ficou ferido na sequência de um acidente de viação na República Centro-Africana, onde Portugal integra a MINUSCA (Missão Multi-dimensional Integrada das Nações Unidas para a Estabilização na República Centro-Africana) com vários militares desde 2017. A informação foi avançada nesta quinta-feira pelo próprio EMGFA, num comunicado.

O EMGFA confirmou que os médicos portugueses que integram a força nacional na República Centro-Africana estavam a acompanhar a situação do militar e detalhou que o acidente ocorreu quando os militares faziam um “trajeto logístico” e o veículo blindado em que o português seguia capotou.

“Desconhecem-se ainda as causas do acidente, mas a forte precipitação que assola a região, bem como o estado altamente precário da rede viária, poderão ter sido causas contributivas para o despiste”, disse ontem o EMGFA.

Portugal faz parte de uma força internacional coordenada pelas Nações Unidas que procura estabilizar um país em conflito, no qual o Governo apenas controla um quinto do território e várias milícias dominam o resto do território.