Montenegro ataca Rui Rio, Pinto Luz responde com "Star Wars"

Um dia depois de Rio se insurgir contra "vigarices" nas diretas do PSD em janeiro, Luís Montenegro contra-ataca no Facebook e vaticina "resultados medíocres". E Pinto Luz responde com Star Wars.

i

Luís Montenegro já lançou o site mas só vai apresentar formalmente a candidatura à liderança do PSD no próximo domingo

MARIO CRUZ/EPA

Luís Montenegro já lançou o site mas só vai apresentar formalmente a candidatura à liderança do PSD no próximo domingo

MARIO CRUZ/EPA

Depois de esta quarta-feira, à margem da sua eleição para líder parlamentar do PSD, Rui Rio ter aproveitado para dizer aos jornalistas que vai ter tolerância zero para “vigarices” e “cenas esquisitas” nas próximas eleições internas, em janeiro, Luís Montenegro, seu principal adversário, contra-atacou via Facebook, dizendo que Rio “não respeita militantes e dirigentes”, que está “condenado a resultados medíocres” e que não percebe que só um PSD “forte por dentro” é “confiável lá fora”. Horas depois, era Miguel Pinto Luz quem punha a sua colherada: “Imagino que António Costa esteja a adorar assistir ao debate StarWars que se instalou no PSD”. A guerra tornou-se uma espécie de sequela da “Guerra das Estrelas”: “may the force be with you“, ironizou o autarca de Cascais.

Primeiro, Montenegro. “O Dr. Rui Rio assumiu, transitoriamente, liderar a bancada parlamentar até à realização das eleições diretas. Eu vou vencer as eleições internas e vou fazer aquilo que o presidente do PSD deve fazer sempre, que é esperar que os deputados elejam a sua direção parlamentar. Não temos nenhum receio de trabalhar com os deputados que estão hoje na Assembleia da República independentemente de terem sido escolhidos pela liderança A, B ou C. Tratam-se de deputados que foram eleitos pelo Povo que representam as cores do PSD e que trabalharão, estou seguro, em perfeita articulação e coordenação com a Direção Nacional do Partido a que eu presidirei e eu também farei a minha parte para que isso aconteça”, começou por publicar esta quinta-feira, sob o hashtag “a força que vem de dentro”, o seu lema de campanha, que já tem site mas só será apresentado formalmente este domingo à tarde, no LACS (Lisbon Art Center & Studios), em Lisboa.

Declarações de Luís Montenegro na CIP

“O Dr. Rui Rio assumiu, transitoriamente, liderar a bancada parlamentar até à realização das eleições diretas. Eu vou vencer as eleições internas e vou fazer aquilo que o presidente do PSD deve fazer sempre, que é esperar que os deputados elejam a sua direção parlamentar. Não temos nenhum receio de trabalhar com os deputados que estão hoje na Assembleia da República independentemente de terem sido escolhidos pela liderança A, B ou C. Tratam-se de deputados que foram eleitos pelo Povo que representam as cores do PSD e que trabalharão, estou seguro, em perfeita articulação e coordenação com a Direção Nacional do Partido a que eu presidirei e eu também farei a minha parte para que isso aconteça” – Luís Montenegro #aforçaquevemdedentro

Posted by Luís Montenegro – A Força que vem de dentro on Thursday, November 7, 2019

Eu acredito na força que os portugueses têm dentro de si e que o nosso País tem como um todo. A força que os portugueses…

Posted by Luís Montenegro – A Força que vem de dentro on Thursday, November 7, 2019

Cerca de uma hora depois, o antigo líder parlamentar do PSD endureceu ainda mais o discurso, acusou o ainda líder do partido de desrespeitar a massa partidária e, assumindo que vai ganhar as diretas de janeiro, vaticinou “resultados medíocres” para Rui Rio. “A força que os portugueses deram a Rui Rio foi 21 e 27%. Uma das explicações desta desgraça é ele não perceber que só um PSD forte por dentro é confiável lá fora. Quem não respeita nem aproveita a força dos militantes, dos deputados, dos dirigentes e dos autarcas está condenado a resultados medíocres“, publicou na rede social, onde conta com pouco mais de 1.800 seguidores.

Depois, veio Miguel Pinto Luz, que também é candidato às diretas do partido: com uma imagem do personagem da saga Guerra das Estrelas Master Yoda, Pinto Luz diz que “divagar sobre a origem da força”, se vem de fora (como diz Rio) ou de dentro (como diz Montenegro) ajuda pouco à discussão. “Imagino que António Costa esteja a adorar assistir ao debate StarWars que se instalou no PSD. Vamos contribuir para unir e não dividir mais o PSD. Mais do que divagar sobre a origem da nossa força, estou determinado em unir e liderar um partido que dê mais força aos portugueses”, escreveu, acompanhando depois de uma imagem de Yoda a dizer a célebre frase ‘may the force be with you’.

Imagino que António Costa esteja a adorar assistir ao debate StarWars que se instalou no PSD. Vamos contribuir para unir…

Posted by Miguel Pinto Luz on Thursday, November 7, 2019

Esta quarta-feira, e em resposta às notícias que deram conta da possibilidade defendida por apoiantes de Luís Montenegro de o voto ser aberto a militantes com quotas por pagar, Rui Rio criticou as “vigarices” partidárias e garantiu que, pelo menos nas eleições de janeiro, os estatutos do PSD irão ser cumpridos: “Só elege e é eleito quem é militante com quotas pagas”. “As eleições são para ser ganhas por quem tiver mais aceitação junto dos militantes, não por quem pagar mais quotas aos militantes”, disse ainda, pegando no slogan de campanha do adversário para atacar Montenegro: “Há quem diga que a força vem de dentro, mas a minha força vem de fora”.

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.