O Presidente da República vai receber o ministro das Finanças na segunda-feira, em Belém, para ser informado sobre a situação económica e para convencer Mário Centeno a não sair do ministério, como todos anteviam até há poucas semanas. A notícia da reunião, que está marcada para as 12h de segunda-feira, é avançada pelo jornal Expresso este sábado.

Estava na calha um remodelação governamental no início do verão, como noticiou o Observador a 7 de março. Cerca de um mês antes, já o comentador político Luís Marques Mendes dizia que Mário Centeno já se tinha despedido informalmente dos colegas dos Eurogrupo e que sairia para o Banco de Portugal. Mas, agora, Marcelo não quer que Centeno abandone o cargo de ministro das Finanças neste contexto de grande incerteza sobre o impacto da pandemia na situação económica do país.

A fonte de Belém citada pelo Expresso explica que existe um receio de que saia prejudicada a coordenação da área financeira do Estado caso Centeno saísse, numa altura tão importante. Também o orçamento só deve entrar em vigor em abril, escreve o jornal.