Um quadro do pintor holandês Vincent van Gogh foi roubado durante a madrugada de um museu perto de Amesterdão, encerrado devido à pandemia do novo coronavírus, anunciou a instituição numa conferência de imprensa esta segunda-feira. A obra, O Jardim do Presbitério de Neunen com Figura Feminina (1884), está avaliada em cerca de 6 milhões de euros.

O roubo da obra, também conhecida por Jardim de Primavera, terá acontecido pelas 3h15 (hora local). Para conseguirem entrar no edifício, os ladrões partiram uma grande porta de vidro, refere o site Artnet. A polícia chegou ao local após o alarme ter sido acionado, mas já não encontrou os criminosos. O diretor do Museu Singer Laren, Evert van Os, disse, citado pela agência Associated Press, que a instituição estava “zangada, chocada e triste”.

“A Arte é para ser apreciada e para confortar as pessoas, especialmente nesta altura difícil”, afirmou ainda, segundo a Deutsche Welle.

A peça tinha sido cedida ao Singer Laren pelo Museu Groninger, também nos Países Baixos. É única obra de Van Gogh na coleção do Groninger. Terá sido pintada quando o artista vivia em Nuenen, entre 1883 e 1885, e dava os primeiros passos enquanto pintor. Mostra uma igreja em ruínas, que Van Gogh conseguia ver da janela da casa do seu pai, Theodorus van Gogh. Em comunicado, o Museu Groninger disse estar “chocado pelas notícias”.

A polícia está a analisar as imagens captadas pelas câmaras de vigilância e a questionar eventuais testemunhas. As autoridades lançaram igualmente um apelo por quaisquer informações que ajudem a identificar os autores do roubo.

[Entrevista ao sobrinho-bisneto de Vincent van Gogh:]

Willem van Gogh, sobrinho-bisneto de Vincent: “Todos temos um quarto, uma pequena casa em que vivemos. Ele pintou a vida de todos”

Além de O Jardim do Presbitério de Neunen com Figura Feminina, nenhuma das mais de três mil peças da coleção do Singer Laren terá sido roubada. O museu, a cerca de 30 quilómetros de Amesterdão, foi fundado 1954 por Anna Singer, viúva do pintor norte-americano William Singer, para albergar a coleção de arte do casal. Contém obras de períodos como o Modernismo, Neo-impressionismo, Expressionismo, Cubismo, entre outros.

O roubo ocorre no dia de aniversário de Vincent van Gogh, que nasceu em Zundert, em 1853. O artista morreu a 29 de julho de 1890, em Auvers-sur-Oise, em França.