534kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 32.99/mês aqui.

Aeroporto de Paris reabriu com voo para o Porto — e com invasão da pista por ativistas climáticos

Este artigo tem mais de 2 anos

O primeiro avião a descolar da pista do aeroporto de Orly teve como destino a cidade do Porto. Horas depois, ativistas climáticos invadiram a pista em protesto contra o transporte aéreo.

O aeroporto de Orly é o segundo maior da capital francesa
i

O aeroporto de Orly é o segundo maior da capital francesa

YOAN VALAT/EPA

O aeroporto de Orly é o segundo maior da capital francesa

YOAN VALAT/EPA

O aeroporto de Orly, segundo maior aeroporto internacional de Paris, reabriu esta sexta-feira ao tráfego aéreo, depois de cerca de três meses sem movimento devido à pandemia da Covid-19.

Um avião da companhia aérea Transavia foi o primeiro a partir da pista daquele aeroporto francês, tendo descolado às 6h25 locais com destino ao aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto.

Antes da partida, a reabertura do aeroporto foi comemorada com jatos de água por cima do avião, enquanto este se dirigia para a pista.

O avião da Transavia antes de descolar para o Porto

AFP via Getty Images

A reabertura do aeroporto ficaria marcada, porém, pela invasão da pista por parte de ativistas da Extinction Rebellion, uma organização internacional de ativismo climático.

Por volta das 10h, os ativistas correram para a pista vestidos com coletes refletores, acenderam tochas e exibiram cartazes a exigir a suspensão imediata dos voos domésticos em França devido à poluição provocada pelos combustíveis usados nos aviões.

De acordo com a AP, os ativistas usaram correntes e cadeados para se prenderem uns aos outros, aos pares, pelo pescoço, para dificultar o trabalho das autoridades, que chegaram à pista cerca de 30 minutos depois da invasão.

Segundo as autoridades, 29 pessoas foram detidas. A organização de ativistas alega que um jornalista foi também detido.

A manifestação levou ao adiamento de um voo, que partiu várias horas atrasado, e ao redirecionamento de outros voos para pistas paralelas. O aeroporto vai apresentar queixa contra os ativistas, de acordo com a mesma agência.

A invasão do aeroporto ocorre numa altura em que o governo francês tem defendido a redução das viagens domésticas aéreas e promovido a utilização dos comboios como forma de viajar dentro do país.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.