O número de crianças infetadas num infantário das Caldas da Rainha aumentou para sete, disse na quarta-feira à agência Lusa o presidente da câmara.

Há ainda três funcionários (duas educadoras e um motorista) e quatro familiares de crianças que frequentam o mesmo infantário infetados com o novo coronavírus e, segundo o município, faltam conhecer os resultados de sete de um total de 40 testes já realizados.

Além deste surto, há um outro detetado no Lar do Montepio Rainha D. Leonor, também nas Caldas da Rainha, onde o número de pessoas infetadas aumentou na quarta-feira para 28 (25 idosos, mais dois do que nos dias anteriores, e três funcionários).

O Lar do Montepio Rainha D. Leonor acolhe 59 idosos e emprega 50 pessoas.

Todos, utentes e funcionários, foram testados em 26 de junho e grande parte foi testado pela segunda vez na sexta-feira, dado haver “pessoas que deram negativo no primeiro teste e passados uns dias deram positivo”, afirmou na ocasião o presidente da câmara, Fernando Tinta Ferreira.

De acordo com o autarca, nenhuma das pessoas que testaram positivo, relacionadas com estes dois surtos, se encontra hospitalizada.