De todos os concelhos do país, foi o de Sintra que teve uma maior subida de casos na última semana: desde o passado dia 9 de agosto, registou 132 novas infeções. Logo de seguida, surge o concelho de Lisboa com 131 novos casos, no mesmo período de tempo. Estes novos dados constam no boletim da Direção-Geral de Saúde desta segunda-feira, dia da semana em que são atualizados os dados por concelho.

Na região do Alentejo, são os concelhos de Montemor-o-Novo e Mora que concentram as maiores subidas de infeções na última semana: Montemor-o-Novo com mais 23 infetados e Mora com mais 31.

Numa visão mais alargada, e ao contrário do que aconteceu no domingo, esta segunda-feira, a região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) voltou a registar mais novos casos de infeção do que no Norte. Assim, do total de 132 novos casos em todo o país, 66 estão concentrados em Lisboa e 41 no Norte. Isto significa que a região de LVT tem exatamente 50% dos novos casos nacionais. Quanto aos restantes, 13 foram registados no Alentejo, seis na região Centro, cinco no Algarve e um nos Açores — que já ontem tinha registado uma nova infeção.

Norte não ultrapassava Lisboa em novos casos diários há mais de três meses

Feitas as contas, Portugal registou esta segunda-feira 132 novos casos de infeção — o terceiro dia consecutivo com os novos casos diários abaixo dos 200: no dia 16 esse valor tinha sido de 112 e no dia 15 de 198. Segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde desta segunda-feira, nas últimas 24 horas morreu mais uma pessoa: a morte foi registada na região de Lisboa e Vale do Tejo. Assim, Portugal contabiliza 1.779 mortes e 54.234 infeções desde o início da pandemia.

Há ainda a registar mais 11 novos internamentos. O número de pessoas nos cuidados intensivos mantêm-se igual ao de ontem: 39. Nas últimas 24 horas, houve ainda mais 103 pessoas que recuperaram da doença, segundo o boletim da DGS. Desde a pandemia, já 39.800 pessoas recuperaram.