Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A nova variante do SARS-CoV-2, identificada originalmente no Reino Unido mas que já circula em Portugal também, poderá obrigar o governo a introduzir novas medidas de restrição nas escolas, confirmou Graça Freitas, diretora-geral da saúde, em conferência de imprensa.

O novo coronavírus sofreu mutações que o tornaram mais transmissível, embora a doença que provoca em algumas delas não seja diferente da induzida por outras variantes. Portugal está a estudar “intensivamente” esta nova variante de SARS-CoV-2, que, “só pela quantidade [de infetados] pode constituir um risco acrescido”, descreveu.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.