Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Miguel Barros é a aposta da Iniciativa Liberal para Cascais. Aos 52 anos, o engenheiro, que é membro do grupo coordenação do município e do Conselho Nacional do partido, foi escolhido para ser cabeça de lista à Câmara Municipal de Cascais nas próximas eleições autárquicas. Joana Matias, gestora e CEO de uma multinacional, é a número dois da lista.

Miguel Barros reside em Cascais, licenciou-se em engenharia civil pelo Instituto Superior Técnico, obteve um MBA pelo MIT e tem uma experiência profissional ligada ao setor financeiro em Portugal e no estrangeiro. A número dois da lista, Joana Matias, tem 43 anos, é formada em Marketing e Publicidade e obteve um MBA pelo ISCTE. Já fez a gestão de vários projetos e departamentos em companhias de grande consumo e é atualmente CEO da marca de joias Magnolia. No comunicado enviado pelo núcleo de Cascais, pode ler-se que a liberal é “participante ativa em várias ações de voluntariado dedicadas a causas cívicas com residentes carenciados e idosos em Cascais”.

Miguel Barros traça como principal objetivo “trazer Cascais para o século XXI” e “acabar com problemas que se arrastam há décadas”. “É fundamental pensar a gestão autárquica de forma diferente. Com profissionalismo, ao serviço dos munícipes, focada nas suas responsabilidades e sem caciquismos”, afirmou Miguel Barros, que pretende que “Cascais seja um concelho de oportunidades para todos, sem exceções”.

Segundo o comunicado do núcleo, a candidatura da Iniciativa Liberal a Cascais propõe “maior justiça fiscal para as famílias e empresas por via, naquilo que depende da autarquia, da redução da carga fiscal, da eliminação da burocracia e do fim de gastos desnecessários”. O ambiente, a mobilidade sustentável e a qualidade de vida estão entre as prioridades de Miguel Barros e Joana Matias.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esta é a segunda confirmação oficial da Iniciativa Liberal para as próximas eleições autárquicas. Depois de Lisboa, em que Miguel Quintas foi apresentado e deixou de ser candidato três dias depois, o partido escolheu Bruno Horta Soares, um dos fundadores da IL e que chegou a ser o “CEO” da Associação Iniciativa Liberal.

Liberais já têm “Plano B”. Consultor Bruno Horta Soares será o candidato da Iniciativa Liberal à câmara de Lisboa

Os nomes escolhidos por Lisboa e Cascais têm de ser aprovados pelo Conselho Nacional que reúne no próximo sábado, dia 27 de março.