Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O futebol profissional espanhol vai voltar a ter a presença dos adeptos nos estádios, mas apenas naqueles que se encontram instalados em regiões com uma incidência acumulada inferior a 50 casos por 100 mil habitantes, nas duas últimas semanas. Todos os outros vão continuar de portas fechadas ao público, anunciou o ministro da Cultura e do Desporto espanhol, José Manuel Rodriguez Uribes, esta quarta-feira.

A regra aplica-se “no campeonato de futebol e na ACB [Liga Espanhola de Basquetebol], seguindo os critérios baseados na prudência e nos padrões de saúde dos especialistas”, explicou o ministro à Antena 3. José Uribes quer ver as pessoas a voltarem a visitar estes espaço, nas regiões “onde a situação de saúde é melhor“.

Os estádios vão poder ser ocupados em 30% da sua capacidade total, ou seja, não podem ultrapassar os 5.000 espetadores. A comunidade valenciana, que tem equipas como o Valência, Villarreal, Levante, Castellón e também Elche, será primeira a voltar partilhar a emoção dos jogos de futebol com o público.

Quais são as regras? Para além da capacidade máxima de 5.000 pessoas, todos os espectadores terão de estar a uma distância de 1 metro e meio. Também não é permitido comer ou fumar, apenas beber água. Os adeptos terão de usar máscaras do tipo FFP2 e ainda será medida a temperatura de cada um ao entrar nas instalações.

O último jogo de futebol em Espanha que contou com o estádio cheio foi entre o Betis e o Real Madrid, a 8 de março de 2020, com vitória para a equipa de Sevilha (2-1).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR