O filme “Os Espíritos de Inisherin” e as séries “White Lotus”, “The Crown”, “DAHMER – Monstro: A história de Jeffrey Dahmer” e “Abbott Elementary” são os mais nomeados para a próxima edição dos prémios Globos de Ouros, espécie de antecâmara anual dos Óscares. As quatro séries tiveram quatro nomeações e o filme teve oito. Pode consultar a lista com todos os nomeados mais abaixo.

O anúncio de nomeações foi feito esta segunda-feira, na televisão norte-americana. Este ano, a entrega dos Globos de Ouro está agendada para o dia 10 de janeiro. A condução da cerimónia ficará a cargo do humorista Jerrod Carmichael.

“Os Espíritos de Inisherin”, do dramaturgo e cineasta Martin McDonagh, nascido em Londres filho de pais irlandeses — e realizador de longas-metragens como “Em Bruges” (2008) e “Três Cartazes à Beira da Estrada” (2017) —, estreia a 3 de fevereiro nos cinemas portugueses. É uma comédia dramática sobre dois amigos de longa data cuja amizade é subitamente interrompida. As personagens principais são interpretadas pelos atores irlandeses Colin Farrell e Brendan Gleeson.

Este é o primeiro filme de Martin McDonagh desde “Três Cartazes à Beira da Estrada”, a longa-metragem que teve Frances McDormand como protagonista e que conseguiu um impacto forte na crítica e na indústria cinematográfica, vencendo quatro Globos de Ouro e tendo estado nomeada para sete Óscares (venceu dois).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O sucessor, “Os Espíritos de Inisherin”, foi agora nomeado para Globos de Ouro em categorias como “Melhor Realizador”, “Melhor Argumento”, “Melhor Filme Musical ou Cómico” e “Melhor Banda Sonora”. Também os atores Colin Farrell (“Melhor Ator de Filme Musical ou Cómico”), Brendan Gleeson, Barry Keoghan (ambos nomeados para “Melhor Ator Secundário”) e Kerry Condon (“Melhor Atriz Secundária”) foram reconhecidos pelas interpretações na longa-metragem.

Na lista de filmes mais nomeados, seguem-se “Tudo em Todo o Lado ao Mesmo Tempo”, de Daniel Kwan e Daniel Scheinert, com seis nomeações, “Babylon”, do cineasta e autor de “La La Land: Melodia de Amor” Damien Chazelle (com Brad Pitt e Margot Robbie, ambos nomeados para Globos, no elenco e com estreia em Portugal agendada para 19 de janeiro), com cinco, e, também com cinco nomeações, “Os Fabelmans”, de Steven Spielberg, que chega aos cinemas nacionais na próxima semana, a 22 de dezembro.

Curiosamente, dos quatro filmes mais nomeados, só um, “Os Fabelmans”, está nomeado para a categoria “Melhor Filme de Drama”, para a qual estão também nomeados “Avatar: o Caminho da Água” (chega às salas de cinema nacionais esta sexta-feira, 15 de dezembro), “Elvis”, “Tár” e “Top Gun: Maverick”. Os outros três filmes mais nomeados para os próximos Globos — “Os Espíritos de Inisherin”, “Tudo em Todo o Lado ao Mesmo Tempo” e “Babylon” — enquadram-se todos no género “Musical ou Comédia”.

Nas categorias de interpretação, destaque para o leque de pesos-pesados de Hollywood na categoria “Melhor Atriz de Filmes de Drama”: Cate Blanchett (protagonista do filme “Tár”), Olivia Colman (“Empire of Light”), Viola Davis (“The Woman’s King”), Ana de Armas (“Blonde”) e Michelle Williams (“Os Fabelmans”) são as nomeadas.

Também a lista de nomeados para “Melhor Ator” em filmes musicais e de comédia impressiona: Daniel Craig (“Glass Onion: A Knives Out Mystery”), Adam Driver (“White Noise”), Colin Farrell (“Os Espíritos de Inisherin”), Ralph Fiennes (“The Menu”) e Diego Calva (“Babylon”) são os candidatos.

Já na lista de “Melhor Ator” em filmes de drama, a ausência de Tom Cruise da lista de nomeados  está a ser notada com alguma surpresa. O leque escolhido é composto por Austin Butler (“Elvis”), Brendan Fraser (“The Whale”), Hugh Jackman (“The Son”), Bill Nighy (“Living”) e Jeremy Pope (“The Inspection”). Há um ano, o protagonista de “Top Gun: Maverick” tinha devolvido os três Globos de Ouro que conquistou na carreira, na sequência de uma investigação jornalística que expôs a pouca transparência e a pouca diversidade no painel de membros votantes destes prémios.

Quatro séries com quatro nomeações, apenas duas para “House of the Dragon”

Na televisão, as nomeações aos Globos de Ouro distinguiram sobretudo a segunda temporada da série “The White Lotus”, exibida em Portugal na plataforma de streaming HBO Max, a nova temporada de “The Crown”, da Netflix, a minissérie da Netflix sobre o assassino em série Jeffrey Dahmer, criada por Ryan Murphy e Ian Brennan, e a segunda temporada de “Abbott Elementary”, exibida em Portugal no canal FOX Crime. A primeira temporada de “Abbott Elementary” pode ser vista na plataforma Disney+.

Foi também no meio televisivo que as nomeações aos Globos de Ouro mais surpreenderam, sobretudo pelas poucas nomeações da série “House of the Dragon”, grande aposta da HBO: apenas duas, ainda que uma das quais para a prestigiada categoria “Melhor Série de Drama”, concorrendo com “The Crown”, “Better Call Saul”, “Ozark” e “Severance”.

“The White Lotus”: estendam o tapete aos ricos, aos ricos execráveis e a mais uma temporada memorável

O regresso dos Globos à televisão, depois de um ano atípico

Na última edição, em janeiro deste ano, a cerimónia dos Globos de Ouro decorreu de forma invulgar: sem passadeira vermelha, à porta fechada e sem a pompa e circunstância habituais, na sequência de uma investigação jornalística que fez mossa na credibilidade dos prémios.

Dada a polémica, a cerimónia da última edição não foi sequer transmitida na televisão, tendo os vencedores sido anunciados através de um liveblog oficial em permanente atualização a partir do tradicional salão do hotel Beverly Hilton, na Califórnia. As indústrias do cinema e da televisão celebradas passaram, porém, relativamente ao lado dos prémios, praticamente ignorando as distinções — que foram sobretudo para os filmes “O Poder do Cão” e “West Side Story” e para a série “Succession”.

“Succession”, “O Poder do Cão” e a primeira atriz transgénero a ganhar: os vencedores de uns Globos de Ouro que “ninguém” viu

Na sequência das acusações de falta de diversidade no corpo votante e de transparência na escolha dos nomeados e vencedores, a organização dos Globos de Ouro fez mudanças internas, aprovando um novo código de conduta para os seus membros — que impõe mais obrigações éticas no relacionamento com a indústria e com as produtoras dos filmes — e alargando o corpo votante, numa tentativa de conferir maior diversidade identitária ao mesmo.

Este ano, para alargar esse painel de membros votantes, a Associação da Imprensa Estrangeira em Hollywood anunciou que, pela primeira vez na sua história, foram nomeados profissionais que não fazem parte da organização para votarem e escolherem os candidatos e os vencedores dos Globos de Ouro.

Quando anunciou que não iria transmitir a cerimónia em 2022, a estação de televisão NBC tinha prometido retomar a emissão dos Globos de Ouro caso a credibilidade dos prémios fosse restituída. E tal acabou mesmo por acontecer, embora o acordo celebrado com a organização dos prémios tenha sido apenas para uma edição — a próxima — e não a vários anos, como vinha sendo habitual.

Prémios Globos de Ouro de Hollywood voltam a ter transmissão televisiva em 2023

Consulte a lista com todos os nomeados:

Melhor Filme Drama:

– “Avatar: The Way of Water”

– “Elvis”

– “The Fabelmans”

– “Tár”

– “Top Gun: Maverick”

Melhor Realizador (filme):

– James Cameron, “Avatar: The Way of Water”

– Daniel Kwan e Daniel Scheinert, “Everything Everywhere All At Once”

– Baz Lurhmann, “Elvis”

– Martin McDonagh, “The Banshees of Inisherin”

– Steven Spielberg, “The Fabelmans”

Melhor Ator: Drama (filme)

Austin Butler, “Elvis”

Brendan Fraser, “The Whale”

Hugh Jackman, “The Son”

Bill Nighy, “Living”

Jeremy Pope, “The Inspection”

Melhor Atriz: Drama (filme)

– Cate Blanchett, “Tár”

– Olivia Colman, “Empire of Light”

– Viola Davis, “The Woman King”

– Ana de Armas, “Blonde”

– Michelle Williams, “The Fabelmans”

Melhor Atriz de Filme Musical ou Comédia

– Margot Robbie, “Babylon”

– Anya Taylor-Joy, “The Menu”

– Emma Thompson, “Good Luck to You, Leo Grande”

– Lesley Manville, “Mrs. Harris Goes to Paris”

– Michelle Yeoh, “Everything Everywhere All at Once”

Melhor Atriz Secundária (Filme)

– Angela Bassett, “Black Panther: Wakanda Forever”

– Kerry Condon, “The Banshees of Inisherin”

– Jamie Lee Curtis, “Everything Everywhere All At Once”

– Dolly De Leon, “Triangle of Sadness”

– Carey Mulligan, “She Said”

Melhor Ator Secundário (Filme)

– Brendan Gleeson, “The Banshees of Inisherin”

– Ke Huy Quan, “Everything Everywhere All at Once”

– Barry Keoghan, “The Banshees of Inisherin”

– Brad Pitt, “Babylon”

– Eddie Redmayne, “The Good Nurse”

Melhor Argumento (Filme)

– Todd Field, “Tár”

– Tony Kushner & Steven Spielberg, “The Fabelmans”

– Daniel Kwan & Daniel Scheinert, “Everything Everywhere All at Once”

– Martin McDonagh, “The Banshees of Inisherin”

-Sarah Polley, “Women Talking”

Melhor Filme: Musical ou Comédia

– “Babylon”

– “The Banshees of Inisherin”

– “Everything Everywhere At Once”

– “Glass Onion: A Knives Out Mystery”

– “Triangle of Sadness”

Melhor Atriz: Musical ou Comédia

– Margot Robbie, Babylon

– Anya Taylor-Joy, “The Menu”

– Emma Thompson, “Good Luck to You, Leo Grande”

– Lesley Manville, “Mrs. Harris Goes to Paris”

– Michelle Yeoh, “Everything Everywhere All at Once”

Melhor Ator: Musical ou Comédia

– Diego Calva, “Babylon”

– Daniel Craig, “Glass Onion: A Knives Out Mystery”

– Adam Driver, “White Noise”

– Colin Farrell, “The Banshees of Inisherin”

– Ralph Fiennes, “The Menu”

Melhor Banda Sonora (Filme):

– Alexandre Desplat, “Pinocchio” de Guillermo del Toro

– Hildur Guðnadóttir, “Women Talking”

– Justin Hurwitz, “Babylon”

– John Williams, “The Fabelmans”

– Carter Burwell, “The Banshees of Inisherin”

Melhor Canção:

– “Carolina”, Taylor Swift, filme “Where the Crawdads Sing”

– “Ciao Papa”, Guillermo del Toro & Roeban Katz, filme “Pinocchio” de Guillermo del Toro

– “Hold My Hand”, Lady Gaga e Bloodpop, filme “Top Gun: Maverick”

– “Lift Me Up”, Tems, Ludwig Goransson, Rihanna, Ryan Coogler, filme “Black Panther: Wakanda Forever”

– “Naatu Naatu”, Kala Bhairava, M. M. Keeravani, Rahul Sipligunj, filme “RRR”

Melhor Filme de Animação:

– “Pinocchio” (Guillermo del Toro)

– “Marcel the Shell With Shoes On”

– “Puss in Boots: The Last Wish”

– “Turning Red”

Melhor Filme em Língua Estrangeira:

– “RRR” (Índia)

– “All Quiet on the Western Front” (Alemanha)

– “Argentina, 1985” (Argentina)

– “Close” (Bélgica)

– “Decision to Leave” (Coreia do Sul)

Melhor Série: Drama

“Better Call Saul”

“The Crown”

“House of the Dragon”

“Ozark”

“Severance”

Melhor Atriz Drama (Série)

– Emma D’Arcy, “House of the Dragon”

– Laura Linney, “Ozark”

– Imelda Staunton, “The Crown”

– Hilary Swank, “Alaska Daily”

– Zendaya, “Euphoria”

Melhor Ator Drama (Série)

Jeff Bridges, “The Old Man”

Kevin Costner, “Yellowstone”

Diego Luna, “Andor”

Bob Odenkirk, “Better Call Saul”

Adam Scott, “Severance”

Melhor Série: Musical ou Comédia

“Abbott Elementary”

“The Bear”

“Hacks”

“Only Murders in the Building”

“Wednesday”

Melhor Ator numa série Musical ou de Comédia

Donald Glover, “Atlanta”

Bill Hader, “Barry”

Steve Martin, “Only Murders in the Building“

Martin Short, “Only Murders in the Building”

Jeremy Allen White, The Bear”

Melhor Atriz Secundária numa série Musical, Comédia ou Drama

Elizabeth Debicki, “The Crown”

Hannah Einbinder, “Hacks”

Julia Garner, “Ozark”

Janelle James, “Abbott Elementary”

Sheryl Lee Ralph, “Abbott Elementary”

Melhor Ator Secundário (Série)

John Lithgrow, “The Old Man”

Jonathan Pryce, “The Crown”

John Turturro, “Severance”

Tyler James Williams, “Abbott Elementary”

Henry Winkler, “Barry”

Melhor minissérie, série antológica ou telefilme:

“Black Bird”

“Pam and Tommy”

“The White Lotus: Sicily”

“The Dropout”

“Monster: The Jeffrey Dahmer Story”

Melhor Atriz numa minissérie, série antológica ou telefime

Jessica Chastain, “George and Tammy”

Julia Garner, “Inventing Anna”

Lily James, “Pam and Tommy”

Julia Roberts, “Gaslit”

Amanda Seyfried, “The Dropout”

Melhor Ator numa minissérie, série antológica ou telefilme

Taron Egerton, “Black Bird”

Colin Firth, “The Staircase”

Andrew Garfield, “Under the Banner of Heaven”

Evan Peters, “Monster: The Jeffrey Dahmer Story”

Sebastian Stan, “Pam and Tommy”

Melhor Atriz Secundária numa numa minissérie, série antológica ou telefilme

Jennifer Coolidge, “The White Lotus”

Claire Danes, “Fleishman Is in Trouble”

Daisy Edgar-Jones, “Under the Banner of Heaven”

Niecy Nash-Betts, “Monster: The Jeffrey Dahmer Story”

Aubrey Plaza, “The White Lotus”

Melhor Ator Secundário numa minissérie, série antológica ou telefilme

– F. Murray Abraham, “The White Lotus”

– Domhnall Gleeson, “The Patient”

– Paul Walter Hauser, “Black Bird”

– Richard Jenkins, “Monster: The Jeffrey Dahmer Story”

– Seth Rogen, “Pam and Tommy”