Baixo risco. Como ganhar mais de 1% em aplicações de capital garantido

03 Maio 2018

Os aforradores estão a ganhar 0,12% por ano nos seus novos depósitos a prazo. Descubra como conseguir multiplicar os juros por 10, mantendo sempre a garantia sobre o capital investido.

O BNI Europa, o banco que foi o mais generoso nos depósitos a prazo durante mais de 2 anos, cortou as taxas das suas aplicações. Esta instituição já não tem depósitos com taxas anuais nominais brutas (TANB) superiores a 1% em aplicações até 1 ano, nem taxas acima de 2% nos depósitos mais longos. Onde aforrar agora o seu dinheiro se busca soluções de capital garantido? Depende exatamente do que procura.

As rentabilidades anuais apresentadas em baixo são líquidas de IRS à taxa de 28%, o que é válido para os residentes de Portugal continental e do arquipélago da Madeira. Contudo, as conclusões são extensíveis aos açorianos.

A sua poupança não tem prazo definido? Bankinter: 3,68%.

A maioria dos aforradores ganha pouco mais do que trocos quando contrata depósitos a prazo. As últimas estatísticas publicadas pelo Banco de Portugal mostram que os portugueses recebem, em média, 1,24 euros por ano por cada 1.000 euros aplicados em depósitos a prazo até 1 ano. Todavia, a melhor opção para alguns aforradores avessos ao risco não é um depósito a prazo; é uma conta à ordem.

O Bankinter continua a premiar os clientes que domiciliem o ordenado ou a pensão com uma taxa anual nominal bruta (TANB) de 5% durante o primeiro ano e de 2% ao longo do segundo, desde que realizem operações com o cartão de crédito e adiram a débitos diretos. Há, todavia, um senão: a remuneração da Conta Mais Ordenado é sobre o saldo até 5.000 euros. Isto quer dizer que, no máximo, os clientes do banco recebem 182,50 euros nos primeiros 12 meses da conta. Nos 12 meses seguintes, quando a taxa de juro é de 2%, o rendimento líquido máximo é de 73,20 euros.

Qual é a alternativa? Conta Poupança Livre do Banco CTT: 0,73%.

Outra solução que bate a maioria dos depósitos a prazo é a Conta Poupança Livre do Banco CTT: se domiciliar o vencimento ou a pensão no Banco CTT ou se autorizar 3 débitos diretos de despesas domésticas, como a da eletricidade, a da água e a das telecomunicações, recebe uma TANB de 1% sobre todo o dinheiro que aplicar nesta conta, desde que não aforre mais de 5.000 euros. Se não cumprir os critérios, a taxa de juro desce para 0,15%.

Se depositar o máximo de 5.000 euros permanentemente na Conta Poupança Livre, à TANB de 1% soma 36,50 euros nos pagamentos trimestrais de juros ao longo de um ano.

Quer uma aplicação para 3 meses?

Os depósitos mais generosos que há agora no mercado são neste prazo. Todavia, são promocionais: normalmente estão reservados a novos clientes das instituições financeiras ou apenas disponíveis para os novos montantes que os clientes tragam para o banco.

Está disposto a abrir conta para ter acesso a um depósito promocional? Best: 1,65%.

O Best é o banco que mais está disposto a pagar-lhe para se tornar seu cliente. O depósito Novos Clientes 2,25% oferece uma rentabilidade anual líquida de 1,65%, se ainda não for. Quem fizer esta aplicação não poderá retirar o dinheiro antes do fim do prazo de 90 dias.

Embora o Best seja o que mais pague, não é o único que procura atrair clientes com TANB na casa dos 2%. O preçário do Atlântico Europa revela o depósito Boas Vindas, o Banco Carregosa tem o Bem-vindo e o BiG o Super Depósito.

Quer um depósito não promocional? Banco Português de Gestão: 0,49%.

Excluindo as soluções bancárias para atrair novos clientes ou novos montantes para os bancos, o Banco Português de Gestão é o que tem o depósito a 3 meses com a taxa mais elevada. O Depósito a Prazo BPG pode ter prazos entre 91 e 365 dias.

Há uma opção não bancária cujo retorno garantido se aproxima do depósito do Banco Português de Gestão: Certificados de Aforro. Quem subscrever neste mês de maio, consegue uma rentabilidade anual líquida de 0,48% em um trimestre. Os Certificados de Aforro, instrumentos de dívida pública que podem ser contratados no AforroNet, em alguns balcões dos CTT e nos Espaços Cidadão, têm a duração de 10 anos, mas podem ser reembolsados antecipadamentes 3 meses após a subscrição. A taxa de juro, indexada à Euribor a 3 meses, é revista e capitalizada trimestralmente.

Para quem procura o curto prazo
É no prazo de 3 meses que se conseguem as taxas mais elevadas entre os depósitos a prazo da banca portuguesa.
Banco Depósito Taxa anual efetiva líquida Montante
Mínimo Máximo
Promocional
Best Novos Clientes 2,25% 1,65% 2.500€ 40.000€
Atlântico Europa Boas Vindas 1,47% 500€ 50.000€
Banco Carregosa Banco Carregosa Bem-vindo 1,47% 5.000€ 50.000€
BiG Super Depósito 3 Meses 1,47% 500€ 50.000€
Não promocional
Banco Português de Gestão Depósito a Prazo BPG (91 dias) 0,49% não disponível
Fonte: instituições a 26 de abril de 2018.

Quer uma aplicação para 6 meses?

As taxas de juro dos depósitos promocionais a 6 meses são menores do que as a 3 meses. No entanto, excluindo as aplicações com restrições, a taxas são mais altas num semestre do que num trimestre.

Ganhe mais além-fronteiras

São várias as instituições financeiras europeias — incluindo portuguesas, como o BNI Europa e o Novo Banco — que propõem aplicações entre 3 meses e 10 anos através da Raisin, um supermercado alemão de depósitos a prazo. Os responsáveis pela plataforma defendem que a sua grande vantagem é que é apenas necessário um registo para aceder a todos os depósitos disponíveis. Todas as aplicações estão protegidas por fundos de garantia de depósitos até 100 mil euros.

Melhores depósitos: taxas anuais efetivas brutas*
FIMBank (3 e 6 meses): 0,86%
J&T Banka (12 meses): 0,90%

Os depósitos no FIMBank, de Malta, e no J&T Banka, da República Checa, não podem ser mobilizados antecipadamente.

*Taxas líquidas do imposto local, mas brutas de IRS português.

Está disposto a abrir conta para ter acesso a um depósito promocional? Banco Invest: 1,02%

O Invest Choice Novos Montantes, que está disponível aos novos e antigos clientes do Banco Invest desde que transfiram novos capitais para a instituição, é a solução de capital garantido mais rentável para um semestre. Qualquer outro produto rende uma taxa anual líquida inferior a 1%, como o Super Depósito 6 Meses do BiG.

Quer um depósito não promocional? Atlântico Europa: 0,55%.

Se não está disposto a ir atrás de promoções, o Atlântico Europa tem o depósito mais interessante: uma aplicação de 500 euros no DP Mais Valor Série III gera um rendimento de 1,38 euros após 183 dias, o que representa uma rentabilidade anual líquida de 0,55%. As propostas alternativas do Banco Invest (Invest Depósito a Prazo), do BAI Europa (Depósito a Prazo Especial) e do BNI Europa (BNI Europa 183 Dias) dão uma rentabilidade ligeiramente menor, de 0,51%.

Para um semestre de ganhos
Não conte com um elevado retorno. Na solução mais rentável, recebe 5,13 euros por cada 1.000 euros investidos.
Banco Depósito Taxa anual efetiva líquida Montante
Mínimo Máximo
Promocional
Banco Invest Invest Choice Novos Montantes 1,02% 2.000€ 75.000€
BiG Super Depósito 6 Meses 0,91% 500€ 50.000€
Não promocional
Atlântico Europa DP Mais Valor Série III 0,55% 500€ 75.000€
Banco Invest Invest Depósito a Prazo 0,51% 50.000€ 500.000€
BAI Europa Depósito a Prazo Especial 0,51% 2.500€ 500.000€
BNI Europa BNI Europa 183 Dias 0,51% 1.000€ não tem
Fonte: instituições a 26 de abril de 2018.

Quer uma aplicação para 12 meses?

Mesmo quando os aforradores estão dispostos a imobilizar as poupanças durante um ano, as taxas de juro dos depósitos são reduzidas. Felizmente, a inflação tem sido também baixa. “A inflação desde a crise financeira é a mais baixa desde a década de 60”, recorda Didier Borowski, diretor de macroeconomia na sociedade gestora de fundos Amundi. “Não acreditamos numa subida de inflação na zona euro”, acrescenta.

0,4%

Os preços subiram 0,4% nos 12 meses que terminaram em abril passado, segundo a estimativa do Instituto Nacional de Estatística. Os principais organismos nacionais e internacionais, como o Banco de Portugal e o Fundo Monetário Internacional, preveem que a inflação portuguesa fique perto de 1,4% em 2018 e de 1,2% em 2019.

A inflação é a principal ameaça ao aforro em produtos de capital garantido. Mesmo uma inflação muito ligeira tem de ser contabilizada na busca de soluções de aforro: se o rendimento alcançado pelo pé-de-meia for inferior ao aumento dos preços, então os aforradores perdem poder de compra.

Está disposto a abrir conta para ter acesso a um depósito promocional? Banco Invest: 1,02%.

Além de o ser a 6 meses, o Invest Choice Novos Montantes é também o depósito a prazo mais generosos a 12 meses. Os 2.000 euros de montante mínimo produzem um juro líquido 20,44 euros após 365 dias. Não há outros depósitos promocionais à altura da aplicação do Banco Invest.

Quer um depósito não promocional? BAI Europa: 0,73%.

O BAI Europa, controlado pelo Banco Angola de Investimentos, destaca-se entre as instituições que oferecem depósitos sem restrições. O Depósito a Prazo Especial tem uma rentabilidade líquida de 0,73%. Um pouco atrás ficam as propostas não promocionais do Atlântico Europa, do Banco Invest e do BNI Europa.

Ainda mais atrás na lista das rentabilidades líquidas para aplicações de 1 ano surgem os Certificados do Tesouro Poupança Crescimento (CTPC), outro instrumento de dívida pública que pode ser subscrito nos mesmos locais que os Certificados de Aforro. Quem subscrever neste mês de maio consegue ser reembolsado após um ano com uma rentabilidade líquida de 0,54%. Os CTPC têm um prazo de 7 anos, mas o reembolso pode ser solicitado a partir de 1 ano após a aquisição. As taxas de juro cresce anualmente após o segundo pagamento anual de juros. Adicionalmente, há um prémio de remuneração a partir do segundo ano em função do crescimento real da economia portuguesa.

Menos propostas promocionais
O Banco Invest tem o único depósito restrito que bate todos os depósitos não promocionais. O depósito Rendimento Mensal do Atlântico Europa não pode ser mobilizado antecipadamente. O Super Depósito Invest Crescente do Banco Invest tem taxas trimestrais crescentes.
Banco Depósito Taxa anual efetiva líquida Montante
Mínimo Máximo
Promocional
Banco Invest Invest Choice Novos Montantes 1,02% 2.000€ 75.000€
Não promocional
BAI Europa Depósito a Prazo Especial 0,73% 2.500€ 500.000€
Atlântico Europa Rendimento Mensal 0,66% 10.000€ 250.000€
Banco Invest Invest Depósito a Prazo 0,66% 50.000€ 500.000€
Banco Invest Super Depósito Invest Crescente 0,66% 2.000€ 500.000€
BNI Europa BNI Europa 366 Dias 0,66% 1.000€ não tem
Fonte: instituições a 26 de abril de 2018.

Quer uma aplicação para mais de 12 meses?

As taxas de juro pagas pelos bancos dependem não só dos seus balanços mas também da política monetária do Banco Central Europeu. “Há uma probabilidade crescente da continuação do programa de compra de ativos pelo BCE” além de setembro de 2018, calcula Borowski, da Amundi. “A primeira subida de taxas [pelo BCE] será muito depois do fim do programa de compra de ativos, pelo menos 6 meses”, acrescenta, o que, a opinião do especialista, poderá acontecer na segunda metade de 2019.

Os mercados financeiros confirmam a expectativa de Borowski. Os negócios no mercado de futuros sobre a Euribor a 3 meses apontam para a reversão da queda das taxas a partir do final de 2018 e uma aceleração no segundo semestre de 2019. Nesse panorama, a melhor estratégia para subscritores de produtos de taxa fixa é contratar aplicações até 1 ano. No vencimento desses depósitos, as taxas deverão ser mais elevadas do que as atuais taxas a 2 ou 3 anos.

Se, mesmo sabendo que as taxas deverão subir dentro de um ano, quiser contratar uma aplicação para um prazo superior, pondere os CTPC. Ao contrário do que acontecia em outubro passado, quando foram lançados, agora é muito difícil encontrar instrumentos que rendam mais do que os CTPC. Assumindo um crescimento real do produto interno bruto de 2,4%, a previsão do Fundo Monetário Internacional para 2018, a rentabilidade anual líquida de um investimento durante 2 anos nos CTPC será de 0,88%.

As companhias de seguros nomeiam os seguros de capitalização como soluções com diversas vantagens: benefícios fiscais, baixo risco e rendimentos acima da inflação. Todavia, as desvantagens podem mais do que anular essas vantagens, principalmente os encargos.

É frequente as companhias de seguros cobrarem logo no momento da subscrição. O seguro Generali + Poupança rendeu 2% em 2017, mas a comissão de subscrição pode chegar até 2,5%. Em 2018, o rendimento garantido é de 0,5%.

As seguradoras também podem ganhar anualmente mais do que os subscritores. Por exemplo, a comissão anual de gestão do NB Poupança Garantida pode chegar até 1,5%, quando o produto não tem qualquer rendimento mínimo garantido.

Na altura do resgate, as companhias podem voltar a cobrar aos investidores. A Ocidental Seguros cobra sempre uma comissão de resgate no Seguro Poupança Crescente se a operação for realizada antes do quarto aniversário após a subscrição.

Poderá, no entanto, haver oportunidades pontuais entre os seguros de capitalização. Se quiser contratar um investimento durante 3 anos (e, como referimos, não deve querer se esperar uma subida das taxas de juro nos próximos anos), o Lusitania Investimento 2018 — 1ª Série renderá mais do que qualquer depósito a prazo do mercado. Ao fim do triénio, a rentabilidade anual líquida é de 1,23%, tendo em conta a comissão de subscrição de 1%, mais do que os 0,72% do depósito BNI Europa 36 Meses. É, inclusivamente, mais rentável do que os CTPC, que, em 3 anos, rendem, no máximo, 1,18%. O produto da Lusitania pode ser subscrito até ao final de junho de 2018.

Não se esqueça que, embora o risco seja baixo, os seguros de capitalização são mais arriscados do que os depósitos a prazo, especialmente porque não beneficiam de fundos de garantia independentes.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)