Paulo Rodrigues Ferreira

Convidado

Artigos publicados

Crónica

O absurdo do nosso presente 

Como devemos gerir a vida numa altura em que os nossos vizinhos e conhecidos abdicaram voluntariamente da racionalidade e, na sua nova condição de rinocerontes, marram contra as paredes?
Mundo

Os novos bárbaros - uma cultura de destruição 

Que desejam estes novos bárbaros? Espalhar rancor, ressentimento, divulgar mentiras. Que todos sofram o mesmo que eles sofrem. Combater a globalização ou o cosmopolitismo, a que chamam "globalismo".
Brasil

Olavo de Carvalho no jardim da generalização

1882
Eis a visão alternativa: o meu tio fumava muito, o meu tio morreu, o meu tio era estúpido. Logo a culpa é de Olavo de Carvalho, que dizia que o tabaco não fazia mal. Para quê ler Kant ou ir ao médico?
A página está a demorar muito tempo.