A conversa que António Costa disse que ia ter esta quarta-feira com António José Seguro foi marcada durante uma troca de SMS, no domingo à noite depois da divulgação de resultados eleitorais, confirmou o Observador junto de fontes próximas dos dois socialistas.

O autarca de Lisboa enviou ao secretário-geral um SMS, depois de sair do programa Quadratura do Círculo na SIC Notícias, onde dizia que gostava de conversar com Seguro porque havia algumas coisas a “melhorar” no partido, face aos resultados eleitorais. Seguro respondeu-lhe que podiam conversar nesta quarta-feira e assim ficou marcada a tal conversa que mantêm em suspenso os socialistas.

Antes de entrar na Quadratura do Círculo, António Costa declarara ao Observador que era preciso “refletir para garantir que então a vitória não volte a saber a pouco” e que “todos temos de estar disponíveis para fazer o que for necessário fazer”.

No programa da SIC Notícias, repetira que “o PS ganhou, todos socialistas devem estar alegres com esta vitória, mas preocupados com o que é necessário fazer para que a próxima vitória não saiba a pouco”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O anúncio de disponibilidade para se candidatar à liderança do PS foi feito na terça-feira de manhã. “Estou naturalmente disponível para assumir essa responsabilidade, de liderar essa mudança e garantir um governo sólido em Portugal, porque isso é essencial para a mudança que os portugueses disseram muito expressivamente querer”, declarou o presidente da Câmara de Lisboa. Nessa altura, Costa disse que ia falar quarta-feira com Seguro, encontro que ainda não se realizou.

Esta quarta-feira de manhã, António Costa faltou a uma reunião da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa.