Pelo menos 11 pessoas morreram e 27 ficaram feridas na sequência do colapso de um edifício na zona norte da capital da Índia no sábado, havendo outras vítimas por retirar dos escombros, segundo novos dados oficiais.

Cerca de 200 elementos das equipas de resgate, apoiados por cães, estão hoje envolvidas nas operações de busca pelos sobreviventes, ainda que se vão reduzindo as possibilidades de encontrar pessoas com vida, afirmou o diretor adjunto dos Serviços de Bombeiros e Resgates da cidade de Chennai, S. Vijayasekar.

As operações irão prolongar-se por mais dois dias.

A maioria das vítimas são trabalhadores da construção e entre elas encontram-se homens, mulheres e possivelmente crianças, já que na Índia os menores podem viver com os pais nos edifícios em obras em que estes trabalham.

Apesar da intensa chuva que afetou a zona no sábado, Vijayasekar referiu à imprensa local que a precipitação não deverá ter sido a causa do colapso, mas disse que é necessário esperar para ter uma conclusão concreta sobre o sucedido.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Entretanto, a polícia deteve cinco pessoas por homicídio por negligência, entre elas o dono do edifício, o filho e dois engenheiros.