Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O Governo ucraniano divulgou que Angela Merkel vai visitar o país no próximo sábado. A chanceler foi convidada pelo Presidente Poroshenko no fim-de-semana a fazer esta deslocação e o ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia confirmou esta segunda-feira a visita oficial. Na agenda vai estar o possível cessar-fogo entre o exército e os separatistas.

A chanceler e o Presidente ucraniano estiveram ao telefone na sexta-feira para debaterem o reforço da ajuda russa aos separatistas (com tanques e soldados treinados pelas forças russas) e a possibilidade de um cessar-fogo no país. A conclusão dos dois líderes foi que a Rússia tem de parar de fornecer armas aos separatistas e que era essencial procurar um entendimento para a paz, avançou o porta-voz do Governo alemão.

Poroshenko aproveitou a oportunidade para convidar Merkel para uma visita e a chanceler terá aceite o convite nesta segunta-feira. O Governo ucraniano considera que a visita será “muito interessante”, acontecendo antes do dia em que a Ucrânia comemora o 23º ano da declaração a sua independência da União Soviética.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR