Médicos, cientistas e investigadores especializados em cancro elaboraram nos últimos dois anos um código com 12 maneiras para reduzir o risco de cancro. Não fumar nem frequentar espaços com fumo, evitar carne processada, vacinar as crianças contra a hepatite B e contra o HPV são algumas das indicações desta recomendação, que segundo a Organização Mundial de Saúde junta os dados e as pesquisas mais recentes e consensuais sobre as origens exógenas do cancro.

Assim, segundo a Organização Mundial de Saúde as 12 formas de evitar o risco de cancro são:

1. Não fume nem utilize nenhuma forma de tabaco.

2. Não permita fumo de tabaco na sua casa e apoio políticas anti-fumo no seu local de trabalho.

3. Tenha um peso saudável.

4. Seja ativo fisicamente todos os dias e evite passar muito tempo sentado.

5. Tenha uma dieta saudável, coma cereais integrais, vegetais e fruta. Limite o consumo de alimentos com muitas calorias e bebidas com açúcar. Não consuma carne processada e limite a ingestão de carne vermelha e sal.

6. Limite o consume de bebidas alcoolicas. O melhor é mesmo não beber.

7. Evite a exposição ao sol, especialmente nas crianças. Use proteção solar e não vá ao solário.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

8. No local de trabalho proteja-se contra as substâncias que causam cancro seguindo as regras de segurança e saúde.

9. Descubra se está a ser afetado por níveis altos de radiação na sua casa.

10. Para as mulheres: amamentar reduz o risco de cancro e o uso de hormonas de substituição aumenta essa possibilidade.

11. Vacine as suas crianças contra a Hepatite B e as meninas contra o papillomavirus (HPV).

12. Faça testes de de despiste de alguns tipos de cancro regulamente como: cancro no intestino, cancro na mama e cancro cervical.

Este código foi co-financiado pela Comissão Europeia e estará brevemente disponível em português. Nos próximos dias serão ainda disponibilizados artigos e documentos que fundamentam estas conclusões por parte dos especialistas. A intenção é reduzir a incidência de cancro juntos dos cidadãos europeus.