319kWh poupados com o
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo MEO

Veja as melhores ofertas de telecomunicações aqui.

Polícia canadiana divulga vídeo do tiroteio no Parlamento

Este artigo tem mais de 5 anos

Um vídeo de vigilância, que revela parte da sequência do tiroteio, foi divulgado esta quinta-feira pelas autoridades canadianas. De curta duração, mostra o atacante a entrar no parlamento.

i

CHRIS ROUSSAKIS/EPA

CHRIS ROUSSAKIS/EPA

As autoridades canadianas divulgaram, esta quinta-feira, um vídeo de vigilância que revela parte da sequência do tiroteio junto e dentro do parlamento canadiano, no centro da capital Otava. Do ataque, que aconteceu na passada quarta-feira, resultaram uma vítima mortal e dois feridos.

No vídeo é possível ver o responsável pelo ato criminoso, Michael Zehaf-Bibeau, a entrar pelo parlamento adentro. Minutos antes, o alegado jihadista de 32 anos tinha disparado contra o soldado Nathan Cirillo, que se encontrava perto de um memorial da segunda Grande Guerra. O ataque prosseguiu no interior do principal edifício da assembleia política. O atirador acabaria por ser abatido pelo sargento Kevin Vickers, o qual recebeu uma ovação em pé esta quinta-feira também no parlamento.


Vídeo retirado do site Globe News

Na conferência de imprensa, a Royal Canadian Mounted Police (RCMP) disse que o autor do crime nasceu no Canadá, embora fosse provável que tivesse nacionalidade líbia. A polícia confirmou ainda que Zehaf-Bibeau não estava entre os 90 indivíduos considerados “passageiros de alto risco”, contrariando os relatos anteriores, nem que estava ligado ao homem que, na passada segunda-feira, matou um soldado canadiano no Quebec.

Ainda de acordo com a investigação levada a cabo pela RCMP, e citada pelo Globe News, Zehaf-Bibeau chegou a Otava a 2 de outubro para resolver um problema relacionado com o seu passaporte — escreve a BBC que Zehaf-Bibeau tinha intenção de viajar para terras sírias. Na terça-feira, o atacante comprou um caro bege, o mesmo que foi usado no ataque. No dia seguinte, pelas 09h50 (hora local), aproximou-se do memorial de guerra, disparou duas vezes sobre Nathan Cirillo, que nunca o viu a aproximar-se, e ainda uma vez contra um segundo guarda que saiu ileso.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A página está a demorar muito tempo.