Quase 700 pessoas foram resgatadas na costa italiana nas últimas 48 horas, adiantou hoje a guarda costeira, numa altura em que o número de imigrantes a tentar chegar a Itália atinge números sem precedentes, adiantou a AFP.

A guarda costeira italiana ajudou a retirar 520 pessoas de cinco barcos em dificuldades em águas líbias, na noite de quinta-feira para sexta-feira, depois de um centro de comunicações em Roma ter detetado chamadas de socorro a partir de telemóveis nos barcos que se dirigiam para a Sicília.

As autoridades italianas dirigiram-se depois para outro ponto da costa líbia, a norte de Tripoli, capital do país, para prestar auxílio a dois navios mercantes dos quais também haviam sido enviados pedidos de socorro. Foram salvos um grupo de 78 pessoas e outro de 93. Não há detalhes conhecidos sobre a nacionalidade dos migrantes. Cerca de 65 mil pessoas chegaram à costa italiana no primeiro semestre do ano, com o total de imigrantes a ultrapassar já os 150 mil, a uma média de 400 pessoas por dia.