Os deputados do parlamento alemão, ou Bundestag, deram até quinta-feira ao Governo alemão para apresentar a lista completa das personalidades e empresas espiadas pela amanhã e cuja informação foi passada aos serviços secretos norte-americanos. Os Verdes e o partido de esquerda radical Die Linke avisaram que caso os esclarecimentos não sejam prestados, pretendem avançar para tribunal.

Foram conhecidos esta semana, através de vários meios de comunicação alemães, documentos que mostravam que os serviços secretos alemães passaram informações à NSA norte-americana, nomeadamente escutas feitas ao presidente francês, ao Ministério dos Negócios Estrangeiros francês e à Comissão Europeia, assim como a várias empresas europeias. Estas escutas terão decorrido entre 2002 e 2010.

Esta informação seria passada aos EUA em troca de outras informações. Agora os deputados d’Os Verdes e do Die Linke querem esclarecimentos sobre estes documentos e sobre as escutas feitas a parceiros europeus. “Merkel vai ter de mostrar se quer explicar ou se quer encobrir o que se passou”, disse Konstantin von Notz, do partido Die Linke. Os dois partidos ameaçam avançar com processos em tribunal caso o Governo – composto pela CDU de Merkel e pelos socialistas do SPD – não venha falar publicamente sobre o caso.