Diplomacia

Primeiro-ministro chinês em Bruxelas para cimeira UE/China, com economia na agenda

É a primeira vez que as autoridades chinesas se reúnem com a nova cúpula da União Europeia, que é o maior parceiro comercial da China já há 11 anos consecutivos.

China faz-se representar pelo primeiro-ministro do país

Getty Images

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, chega esta segunda-feira a Bruxelas para o primeiro encontro com os novos líderes europeus, numa reunião vista em Pequim como uma oportunidade para “injetar novo dinamismo” nas relações políticas e económicas bilaterais.

É a primeira cimeira União Europeia/China desde que Jean-Claude Juncker assumiu a presidência da Comissão Europeia, sucedendo ao português José Manuel Durão Barroso, e o ex-primeiro-ministro polaco Donald Tusk sucedeu a Herman van Rompuy no cargo de presidente do Conselho Europeu, no final do ano passado.

“O objetivo é ampliar a confiança política mútua e elevar a cooperação prática”, disse o vice-ministro chinês dos Negócios Estrangeiros com o pelouro das relações com a Europa, Wang Chao, a propósito da 17.ª cimeira anual UE/China, que decorre esta segunda, em Bruxelas.

Em 2014, pelo 11.º ano consecutivo, a União Europeia foi o maior parceiro comercial da China, com um volume médio de transações superior a mais de 1.000 milhões de euros por dia.

Pelas contas da União Europeia, as exportações de mercadorias dos 28 para a China somaram 164.700 milhões de euros, menos 137.800 milhões de euros do que a China exportou para os países da União Europeia.

Além de participar na cimeira, o primeiro-ministro chinês visitará oficialmente a Bélgica e a Franca, e a sede da Organização para a Cooperação Económica e Desenvolvimento (OCDE) em Paris, regressando a Pequim no dia 3 de julho.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Eleições Europeias

Querida Europa...

Inês Pina

Sabemos que nos pedes para votarmos de cinco em cinco anos, nem é muito, mas olha é uma maçada! É sempre no dia em que o primo casa, a viagem está marcada, em que há almoço de família…

Educação

Aprendizagem combinada: o futuro do ensino

Patrick Götz

Só integrando a tecnologia na escola se pode dar resposta às necessidades do futuro, no qual os futuros trabalhadores, mesmo que não trabalhando na indústria tecnológica, terão de possuir conhecimento

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)