O primeiro-ministro grego estará a considerar impor sessões reduzidas ao Parlamento durante o verão para poder aprovar mais facilmente, nas próximas semanas, as reformas que a troika exige, avança a imprensa grega.

As sessões de verão no Parlamento grego realizam-se com apenas 100 dos 300 deputados habituais. Esta limitação daria a Alexis Tsipras poder para escolher os deputados que queria que ficassem a trabalhar no grupo parlamentar do Syriza, e assim afastar os seus maiores críticos dentro do partido.

Segundo o jornal grego Kathimerini, já existe inclusivamente um decreto escrito para que o Parlamento entre em modo verão, faltando apenas a assinatura do Presidente da Grécia, Prokopis Pavlopoulos.

Se este cenário avançar, o Parlamento só voltaria a abrir por completo no início de outubro.