Mark Swistun, de 45 anos, destruiu o seu próprio pub, em Gower, no Reino Unido, na madrugada desta terça-feira, alegadamente por lhe ter sido recusada uma bebida, após a hora de fecho do estabelecimento. O proprietário utilizou uma escavadora para destruir o espaço situado à beira-mar. Por volta da 1h00, ao comando de uma escavadora, Swistun varreu mesas e guarda-sóis, tendo causado um prejuízo de 40 mil dólares [35 mil euros] em poucos minutos.

Numa primeira fase, foi preso por suspeita de causar danos criminais ao Royal Oak Pub. Contudo, nesta quarta-feira, a polícia local revelou-se incapaz de o acusar formalmente, uma vez que se trata do dono do estabelecimento.
Uma fonte das autoridades britânicas afirmou: “O edifício pertence-lhe e ele pode fazer o que quiser. Precisávamos de alguém que fizesse uma queixa oficial sobre os danos causados”, acrescentou.

Dono de uma fábrica de transformação de marisco, Swistin investiu há um ano 60 mil dólares [53,4 mil euros] no pub, em conjunto com o seu parceiro de negócios, Colin McDonald, de 59 anos.

Texto de Carolina Bico, editado por João Cândido da Silva