O Presidente norte-americano atacou fortemente através do Twitter o ex-diretor do FBI, James Comey, que escreveu no seu novo livro que Trump “não tem ética”, é “desvinculado da verdade” e exige lealdade como se fosse um chefe da máfia. Nos dois tweets que fez sobre o ex-diretor do FBI, Trump diz que Comey é “mentiroso”, “fraco” e mau profissional.

Trump acusa o ex-diretor do FBI de ter divulgado “informação classificada” e defende que “devia ser processado” por causa disso. O Presidente norte-americano disse ainda estar certo que Comey “mentiu no Congresso mesmo sob juramento”.

O Presidente norte-americano disse ainda que “toda a gente em Washington pensava que ele [Comey] devia ser despedido pelo terrível trabalho que fez até ser, de facto, despedido”. Por isso, Trump escreveu ainda que “a investigação a Hillary Clinton será considerada uma das piores da história”. Recorde-se que Comey foi despedido em maio de 2017, numa altura em que o FBI admitia investigar os alegados contactos mantidos entre os EUA e a Rússia, durante a campanha presidencial. “Foi uma grande honra demiti-lo”, escreveu ainda.

Os tweets de Trump vêm na sequência do novo livro de James Comey, intitulado “A Higher Loyalty” (“Uma Lealdade Maior”, em português). No livro, o ex-diretor do FBI mostra-se preocupado que o presidente esteja a prejudicar as instituições democráticas.