O Primeiro Ministro israelita Benjamin Netanyahu afirma ter “ficheiros nucleares secretos” que provam que o Irão está, de forma encapotada, a desenvolver armas nucleares.

A BBC News relata que, segundo o líder de Israel, existe um dossier com 55.000 páginas de informações que mostram que o Irão tem vindo a enganar a comunidade internacional desde 2015, no em que assinou um acordo que visava o fim do seu programa nuclear em troca do levantamento de sanções internacionais.

Através do Twitter, o ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano, Javad Zarif, acusa Netanyahu de estar a “enganar as pessoas”.

Desde que tomou posse, Donald Trump tem ameaçado rasgar o acordo alcançado pelo seu antecessor, Barack Obama.

Vários países europeus já avisaram que vão continuar a cumprir o acordo.

Trump já reagiu

Poucas horas após o anúncio de Netanyahu, o presidente dos EUA aproveitou uma conferência de imprensa realizada na Casa Branca para falar do assunto.

“Em sete anos, o acordo com o Irão já terá expirado e eles veem-se livres para avançarem com o programa nuclear. Isto não é aceitável. Israel fez muito bem em revelar estas informações.”

Donald Trump aproveitou ainda para assinalar que a sua posição em relação ao tal acordo com o Irão — de o querer “rasgar” — foi reforçada pelas revelações de Netanyahu sobre o programa nuclear secreto iraniano.

“Eu acho que aquilo que aconteceu hoje e que tem acontecido ao longo do tempo… mostrou que eu estava realmente 100% certo” acerca do acordo, diz o chefe de Estado.

Sobre o polémico acordo, Trump afirma que terá uma posição final a partir de dia 12 de maio. Por enquanto, “vamos vendo o que acontece”, disse ainda, deixando em aberto a possibilidade de uma renegociação.