Obras Públicas

Até final do ano serão lançados mais seis concursos para programa Revive

O ministro Adjunto e da Economia disse que "até ao final deste ano" vão ser lançados mais seis concursos desse programa, que visa a valorização de edifícios com elevado valor patrimonial e cultural.

TIAGO PETINGA/LUSA

O ministro Adjunto e da Economia disse esta sexta-feira que “até ao final deste ano” vão ser lançados mais seis concursos do programa Revive, que visa a valorização de edifícios com elevado valor patrimonial e cultural.

Pedro Siza Vieira falava na comissão conjunta de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa e de Economia, Inovação e Obras Públicas, no âmbito da apreciação, na especialidade, do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019).

O programa Revive, recordou o governante, “tem até ao final desta legislatura” para lançar 33 projetos de valorização de edifícios de elevado valor patrimonial e cultural.

“Já se lançaram nove concursos para o Revive, até ao final deste ano serão lançados mais seis concursos para edifícios tão emblemáticos” como o Convento de São Francisco, em Portalegre, o Quartel do Carmo, na Horta, o Paço Real, em Caxias, o Convento da Graça, em Lisboa, o Convento dos Mosteiros de Arouca e do Lorvão ou o Convento do Carmo, em Moura, disse Pedro Siza Vieira.

“Além do mais, o Governo lançará também um programa Revive Natureza que procurará valorizar o turismo de natureza através da valorização de equipamentos situados na nossa paisagem rural”, acrescentou o governante, que sublinhou que é preciso “reconhecer que o processo de desenvolvimento e crescimento económico deve beneficiar todo o território”.

O ministro defendeu a necessidade de que “os desequilíbrios regionais sejam resolvidos”, apontando que o Governo tem como prioridade a “coesão territorial”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Descobrimentos

Uma lança em África /premium

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Neste tempo, em que muitos se orgulham do que os deveria envergonhar, também há quem se envergonhe das glórias da história de Portugal.

Política

Precisamos da Esquerda

António Pedro Barreiro

Na guerra cultural em curso, a nova Esquerda esqueceu o povo e assumiu a defesa da excentricidade das elites. Eu, que não sou de Esquerda, acho que uma outra Esquerda faz falta ao sistema político.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)