Um grupo desconhecido atacou esta quinta-feira uma caravana da petrolífera norte-americana Anadarko, tendo ferido quatro pessoas, informou à Lusa fonte ligada à empresa e que integrava a caravana.

O ataque ocorreu por volta das 16h50 (14h50 em Lisboa), quando a caravana seguia para o acampamento da multinacional em Palma, explicou a fonte, que continuava retida no local sob escolta das Forças Armadas de Defesa e Segurança.

O grupo, desconhecido e que integrava cerca de 15 homens, vestidos de preto, disparou contra a caravana, tendo ferido quatro pessoas, e obrigado os carros a seguirem caminhos diferentes, acrescentou a fonte.

O nosso carro ficou retido na estrada, porque há informações de que eles estão espalhados por aqui. As Forças de Defesa chegaram. Ainda estamos aqui sem saber se vamos para frente ou para trás”, explicou a fonte, acrescentando que os feridos estavam a ser assistidos por médicos na ambulância da caravana.

A Lusa contactou o porta-voz da Polícia moçambicana em Cabo Delgado, Augusto Guta, que disse não ter conhecimento sobre o assunto, reservando eventuais declarações para mais tarde.