O Papa Francisco vai estar em Moçambique, Madagáscar e Maurícias entre 4 e 6 de setembro deste ano, anunciou esta quarta-feira Filipe Nyus, Presidente moçambicano.

“A visita do Papa Francisco ao nosso país é a segunda de um sumo pontífice a Moçambique. Trinta anos depois do Paulo João Paulo II nos ter honrado com a sua presença” referiu o Presidente, acrescentando que se trata de um “marco histórico e uma oportunidade para reforçar a fé do povo moçambicano e de lutar pelos seus desígnios de construir um país cada vez melhor”.

Segundo um comunicado do Vaticano, citado pela Renascença, o líder da Igreja Católica pretende visitar as cidades de Maputo, Antananativo e Port Louis.

O anúncio surge num momento em que Moçambique continua a tentar levantar-se após a passagem do ciclone Idai que já provocou 468 mortos, danos incalculáveis e afetou mais de 800 mil pessoas. Os centros de acolhimento continuam a receber pessoas afetadas pelo Idai já receberam um total de 127.000 entradas.

[Vídeo: exército português apoia aldeias isoladas de Moçambique:]