O chef José Avillez encerrou um dos seus restaurantes, o Za’atar, no início do mês de junho, confirmou o Observador junto do Grupo José Avillez. No entanto, as notícias não ficam por aqui: segundo o Expresso também a Pitaria e a Cantina Zé Avillez fecharam portas em definitivo.

O Za’atar foi inaugurado no final de setembro de 2018, tinha pouco mais de nove meses, e debruçava-se sobre a gastronomia libanesa. O chef libanês Joe Barza foi o homem escolhido pelo líder do bi-estrelado Belcanto, também em Lisboa, para orientar as escolhas gastronómicas desta casa.

Estas parcerias com cozinheiros estrangeiros são um modelo de negócio que Avillez já explorou várias vezes, somando neste momento três espaços a funcionar nesse registo: a Cantina Peruana com Diego Muñoz, a Barra Cascabel com Roberto Ruiz e os recém-inaugurados Rei da China e Casa dos Prazeres com o argentino Estanislao Carenzo).

A opção de encerrar o Za’atar e a Pitaria, conta a mesma fonte, prende-se com o facto do grupo sentir que a longo prazo faria mais sentido dar nova utilização a esses espaços. Ficou assegurado que no futuro, “talvez” em 2020, nascerão novos projetos ligados ao chef português.

De entre estes encerramentos, só a Cantina Zé Avillez — que abriu em março de 2018 e que se dedicava à comida típica portuguesa — não reabrirá com nova roupagem.

José Avillez é um dos mais destacados cozinheiros portugueses e tinha a seu encargo 20 restaurantes (agora passaram a ser 17)  espalhados entre Lisboa, Porto e Dubai (recentemente inaugurou a “Tasca” no hotel Mandarin Oriental Jumeira).

Artigo atualizado às 15h24 do dia 14 de junho de 2019.