Se está a pensar um dia destes ver o Renault Morphoz circular por aí, o melhor é esperar sentado, pois não é fácil que isso venha a acontecer nos tempos mais próximos. Mas o novo protótipo eléctrico da marca francesa serve decididamente para revelar o que podemos esperar dos modelos da Renault no futuro, das soluções para a estética frontal, para a lateral ou até mesmo para a traseira.

Sabe-se que o fabricante francês está a desenvolver uma plataforma específica para veículos eléctricos a bateria que será escalável, ou seja, que poderá dar origem a veículos mais compridos ou mais largos, consoante as necessidades. A Nissan irá produzir em breve o SUV Ariya utilizando esta nova plataforma (a CMF-EV), uma espécie de Qashqai eléctrico, com a certeza que também a Renault e a Mitsubishi procederão de forma idêntica.

11 fotos

De acordo com os responsáveis da marca do losango, é possível que o SUV compacto eléctrico que a Renault estará a preparar se inspire na frente do Morphoz, bem como no seu painel lateral, isto porque a solução estética para a traseira não promove o necessário aproveitamento do espaço compatível com as necessidades de um veículo com cerca de 4,5 metros, ou seja, o mesmo do que o Kadjar.

O Morphoz possui em condições normais uma pequena bateria de 40 kWh e um motor à frente com 100 kW, o que equivale a 136 cv, prometendo uma autonomia de 400 km (valor só aceitável se for em NEDC). Mas depois o Morphoz pode transformar-se, instalando uma bateria adicional de 50 kWh, caso o condutor necessite de viajar, o que segundo a Renault fará disparar a autonomia até 700 km.

8 fotos

E esta não é uma operação que se possa realizar sem esforço – ou sem equipamento específico –, uma vez que um acumulador com 40 kWh facilmente pode pesar entre 250 e 300 kg.

Mas além de poder utilizar mais ou menos capacidade de bateria, dependendo da utilização que prevê, o condutor pode ainda optar por adaptar o seu Morphoz às necessidades do momento. Se o objectivo é circular na cidade, então pode reduzir o modelo a apenas 4,40 metros de comprimento, com uma distância entre eixos de 2,73 metros. Mas se a ideia passar por deslocações mais longas em estrada, onde o conforto é determinante, então o condutor pode fazer crescer o Morphoz até aos 4,80 m (mais 40 cm), com a distância entre eixos a aumentar igualmente para 2,93 m, ou seja, mais 20 cm.