A chanceler alemã, Angela Merkel, admitiu esta sexta-feira a possibilidade de a União Europeia (UE) e o Reino Unido não chegarem a um acordo comercial pós-Brexit, reiterando a preferência por uma futura relação negociada.

“Temos que nos preparar para que não haja acordo” com Londres, disse Merkel, em videoconferência de imprensa, no final dos trabalhos do Conselho Europeu.

A chanceler alemã alertou que o tempo escasseia — o período de transição pós-Brexit termina em 31 de dezembro — e reiterou que a UE está a fazer tudo para chegar a um desfecho positivo.

As declarações da líder alemã, país que tem a presidência rotativa do Conselho da UE, surgem após o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, ter dito que o Reino Unido deve “preparar-se” para a perspetiva de sair do período de transição sem um acordo de comércio com UE.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Tendo em conta que temos apenas 10 semanas até ao fim do período de transição, a 1 de janeiro, eu tenho de fazer uma avaliação sobre o possível resultado e preparar-nos”, disse, numa declaração previamente gravada transmitida nas televisões britânicas.

As negociações estão bloqueadas nas questões do acesso dos navios da UE às águas pesqueiras do Reino Unido e “igualdade de condições” para garantir uma concorrência económica justa entre os dois blocos.