Dois homens, de 21 e 26 anos, ficaram feridos num tiroteio junto à estação de comboios da Amadora, na terça-feira à noite, confirmou esta quarta-feira o Comando Metropolitano de Lisboa.

Em comunicado, a PSP avança que, cerca das 22h de terça-feira, “os polícias da Divisão Policial da Amadora, em patrulhamento de visibilidade e prevenção, ouviram disparos de arma de fogo, provindo do interior da estação da CP [Comboios de Portugal] da Amadora”.

“De imediato, deslocaram-se ao local diversos meios policiais e, aquando da sua chegada não foram encontradas vítimas ou suspeitos”. Depois de realizadas as diligências, “também não foi possível a sua localização nas imediações”, acrescenta a nota.

A PSP refere ainda que o local foi delimitado para preservação dos vestígios e meios de prova, em particular as imagens do sistema de videovigilância.

Os feridos deram entrada no Hospital Prof. Dr. Fernando da Fonseca, mais conhecido como Amadora Sintra, com ferimentos provocados com arma de fogo. A PSP admite também que o ocorrido possa estar relacionado com antecedentes entre os envolvidos.

Os factos foram reportados à Polícia Judiciária, “autoridade competente para a investigação deste ilícito”, e a PSP garante continuar “a efetuar esforços para colaborar com a investigação sobre o ocorrido”, salienta o comunicado.

Anteriormente, tinha sido avançado que três pessoas tinham ficado feridas, informação que as autoridades agora desmentem.

Na altura, o Observador tinha apurado que os suspeitos, que tinham em sua posse armas de fogo, teriam fugido na direção da Avenida Gago Coutinho e que um dos feridos internados no Hospital Amadora Sintra teria sido atingido na mão.

Atualizado esta quarta-feira, dia 4 de novembro, às 15h28