Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Ferrari tradicionalmente não deixa os seus créditos por mãos alheias e, muito menos, quando se trata de ver qual é o desportivo mais rápido e eficaz, seja em estradas sinuosas ou em pista, como era o caso deste comparativo organizado pela Auto Motor und Sport. E o modelo que desta vez representou a marca do Cavalino Rampante, o 488 Pista, nem sequer é o seu desportivo mais recente deste segmento, com esse estatuto a ficar reservado para o F8 ou o SF90.

Ao 488 Pista da Ferrari, a McLaren opõe o 720S, que monta igualmente um V8 biturbo, mas com 4 litros em vez de apenas 3,9, mas com os mesmos 720 cv e 770 Nm de torque. Em matéria de peso, os 1494 kg do desportivo inglês não andam longe dos 1460 kg do italiano.

O terceiro adversário deste confronto é o Porsche 911 GT2 RS, a versão mais potente do 911, mas que monta apenas um motor de seis cilindros, em vez dos oito dos seus rivais, distribuídos horizontalmente e não em V. O motor de 3,8 litros fornece 700 cv e 750 Nm, ligeiramente abaixo dos adversários, o que a Porsche compensa ao ter um modelo um pouco mais leve (1390 kg), à custa de uma menor distância entre eixos.

No circuito alemão de Mending, o Porsche 911 GT2 RS fixou o melhor tempo por volta em 1 minuto, 42,29 segundos, num traçado bastante simples e curto. Mas foi batido pelo McLaren 720S, com 1.42,10, e pelo Ferrari 488 Pista, que impôs os seus pergaminhos sobre a concorrência, ao rodar em 1.40,60. No vídeo da publicação alemã pode ver a volta canhão do carro italiano.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR