Conor McGregor é um lutador que preza as suas conquistas e que não se inibe de partilhar com os mais de 41,5 milhões de seguidores que tem no Instagram os frutos do seu trabalho. Carros, casas ou relógios surgem com frequência nas publicações do irlandês nas redes sociais, onde “The Notorious” mostrou a sua nova aquisição: nem mais nem menos que um Lamborghini. Só que este não vai reforçar a garagem de sonho de McGregor.

É, de facto, um superdesportivo, pelo qual o lutador terá desembolsado perto de 3 milhões de euros, mas não vai além dos 110 km/h. E se não está impressionado, então imagine o que é sulcar as águas a esta velocidade… McGregor, que ganhou em 2020 cerca de 153 milhões de euros, segundo a Forbes, decidiu presentear-se com um dos 63 iates que a Lamborghini cunhou em colaboração com The Italian Sea Group. Mas não um qualquer: conseguiu, junto do estaleiro italiano (onde fez a encomenda em Outubro passado), que lhe fosse destinada a unidade número 12.

O número está repleto de significado para a estrela do Ultimate Fighting Championship, pois outra das extravagâncias do lutador passou por criar a sua própria marca de uísque irlandês, a que chamou Proper No.Twelve. O negócio foi criado em 2018 e, passados três anos, valeu a McGregor o encaixe de cerca de 127 milhões de euros com a venda da empresa, transacção formalizada no passado mês de Abril.

Agora, o atleta de 33 anos decidiu juntar à sua colecção de veículos de luxo mais um Lamborghini. Mais um porque, ao que se sabe, a estrela de MMA tem um Urus e um Aventador Roadster, que dão mais nas vistas do que o Range Rover ou o Land Rover Discovery que usa para levar os filhos à escola sem grandes aparatos. O McLaren 650S, o Rolls-Royce Ghost, o Rolls-Royce Phantom Drophead Coupe, o Bentley Continental GT e o BMW i8 são outras das alternativas de McGregor para se fazer à estrada e, de caminho, coleccionar likes nos posts onde exibe as suas máquinas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A esta enorme “família de brinquedos” junta-se o Tecnomar for Lamborghini 63, assim se chama a embarcação a motor que a marca italiana decidiu fazer para celebrar o ano da sua fundação (1963) e que é tão rápida que é conhecida como “o superdesportivo do mar”. Não é para menos pois, este iate com 63 pés de comprimento (19,2 metros) é impulsionado por dois motores MAN V12 de 2000 cv, que permitem à embarcação ultraleve atingir 60 nós, cerca de 110 km/h (especificamente 111,12 km/h). Com isto, converte-se no barco mais veloz da frota da Tecnomar e num dos mais rápidos na sua classe.

Claramente inspirado no Sián FKP 37, o superdesportivo híbrido que eleva a fasquia ao recorrer a um supercondensador, o Lamborghini 63 acaba por ser um concentrado dos detalhes que fazem a diferença na marca italiana. Além da cor do casco, que evoca de imediato o Sián, há que atentar nas janelas que remetem para os hexágonos que sempre estão sempre presentes numa criação Lamborghini. Mas há mais: o leme é uma interpretação náutica do volante do Aventador; os bancos em pele inspiram-se no Huracán Evo; a capota rígida é “herdada” dos roadsters, garantindo uma sombra extra sem comprometer a aerodinâmica quando este ultraleve de 24 toneladas está a navegar. Nenhum pormenor foi deixado ao acaso e a prova disso é que até o esquema óptico sinaliza claramente que se aproxima um Lamborghini dos mares, pois a iluminação de proa é em forma de “Y”, tal como no Sián e no vanguardista protótipo Terzo Millennio.

Acabou-se! Não há mais Sián para ninguém

Quando Conor McGregor quiser largar, basta-lhe carregar nos dois botões start/stop (um para cada motor) da embarcação, que são exactamente iguais aos que a Lamborghini monta nos seus carros. E com isso solta os 4000 cv do Lamborghini 63 que, contudo, não é uma estreia para o especialista em artes marciais mistas. Em 2019, talvez para compensar o facto de ter sido derrotado por Khabib Nurmagedov, McGregor tornou-se no feliz proprietário de um Prestige 750, embarcação inspirada no pugilista Muhammad Ali e também ela orçada em mais de 3 milhões de euros.

Mas, apesar de ter um novo yacht, provavelmente, a aventura náutica do lutador vai ter de esperar mais um pouco, dado que o irlandês se encontra a recuperar de uma lesão na perna, em que fraturou a tíbia e a fíbula. Veja aqui o novo Tecnomar for Lamborghini 63: