Rodney Alcala, mais conhecido como o “assassino em série do ‘Dating Game'”, condenado pela morte de seis mulheres e uma criança, morreu no passado sábado num hospital em Kings County, na Califórnia, Estados Unidos. O homicida morreu com 77 anos, de causas naturais, informa o Departamento de Correções e Reabilitação da Califórnia.

Dentro do álbum de fotografias de um assassino em série

Alcada foi condenado à morte em 1980 pelo sequestro e assassinato de Robin Samsoe, de 13 anos, que tinha desaparecido no ano anterior quando andava de bicicleta para ir ter uma aula de balé. O corpo foi encontrado numa ravina de uma montanha, por um trabalhador de serviço florestal. Mais tarde, em 1984, a sua condenação foi revertida pelo Supremo Tribunal da Califórnia: teria um novo julgamento. Passados dois anos, em 1986, foi novamente condenado à morte pelo mesmo crime. Contudo, a história não acabou aí: o texano viu em 2003 a sua sentença ser anulada por um Tribunal Federal de Apelações — seguia-se, portanto, um outro julgamento.

O DNA de Rodney Alcala ligava-o a outros quatro homicídios, todas mulheres: Jill Barcomb (18 anos),  Jill Parenteau (21 anos), Georgia Wixted (27 anos) e Charlotte Lamb (32 anos) — e todas assassinadas na década de 1970. No ano de 2010, foi (novamente) condenado por um jurista do Condado de Orange (Califórnia) por estas mortes, assim como pela de Robin Samsoe.

Mais tarde, em 2012, o assassino foi transportado para Nova Iorque por ter sido indiciado pelo assassinato de (mais) duas mulheres: Cornelia Crilley, em 1971, e Ellen Jane Hover, em 1977. Alcala declarou-se culpado e, um ano mais tarde, foi condenado a 25 anos de prisão, onde estava a cumprir a pena. Muitas das vítimas do predador foram abusadas sexualmente e espancadas até à morte.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O Estado de Wyoming acusou-o ainda, em 2016, pela morte de Christine Ruth Thorntonm — de 28 anos de idade — que desapareceu em 1978 e cujo corpo foi encontrado passados quatro anos. A vítima estava grávida de seis meses. Apesar disso, o seu estado de saúde impediu-o de ser transportado para esse mesmo Estado e ser aí julgado.

“O planeta é um lugar melhor sem ele, isso é certo”, disse Tali Shapiro, uma mulher de 61 anos, de Palm Springs (Califórnia), que tinha oito anos quando, em setembro de 1968, foi espancada e abusada sexualmente pelo assassino, segundo o The New York Times.

O título “assassino do ‘Dating Game'” foi-lhe atribuído porque Rodney Alcala participou num programa de televisão de encontros que foi para o ar em 1978: o “The Dating Game” (o Jogo do Namoro em tradução literal para português).