Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

São, pelo menos, 1317 os pedidos de escusa de responsabilidade que chegaram à Ordem dos Enfermeiros ao longo do último mês, noticia o Jornal de Notícias. Ricardo Correia de Matos, presidente da secção regional do centro da Ordem dos Enfermeiros confirmou ao jornal que no Hospital de Leiria foram entregues 1106 pedidos de escusa de responsabilidade, só no último mês. Aos quais se somam os 136 entregues Hospital das Caldas da Rainha e os 75 do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.

A bastonária, Ana Rita Cavaco, diz ao JN que em Faro, praticamente todas as equipas de Serviço de Urgência o fizeram. Os enfermeiros apontam a falta de condições para tratar os doentes.

Ordem dos Enfermeiros recebeu mais de 600 pedidos de escusa de responsabilidade de profissionais de Leiria

A situação do lado dos médicos não é menos preocupante. Os pedidos de escusa de responsabilidade por parte dos médicos acontece em diferentes especialidades, contudo o Bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, não consegue quantificar um número preciso. Além destes pedidos há ainda as demissões. Mais de 400 médicos deixaram os hospitais do Serviço Nacional de Saúde desde maio.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A situação traduz-se na falta de médicos e enfermeiros. A Ministra da Saúde, Marta Temido, vai esta quarta-feira de manhã ao Parlamento falar sobre os problemas no Hospital de Setúbal. Espera-se que seja questionada sobre a situação dos profissionais da saúde de todo o país.