Índice

    Índice

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Cabelos e barba compridos e grisalhos como um ancião, mas estilo descontraído de um jovem adulto: assim se apresenta o homem que promete ter a solução para reverter o envelhecimento e levar-nos a viver muitos mais anos do que atualmente achamos possível. Talvez até aos mil anos — quem sabe?, diz ele.

Aubrey de Grey, investigador britânico de 55 anos, defende que a ideia não é assim tão longínqua. Tem até uma estimativa: diz que, no espaço de duas décadas, poderemos já ter meios para prolongar a esperança média de vida em 20 ou 30 anos — embora já em 2007 afirmasse que íamos consegui-lo em 25 anos.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.