A recente visita de Marcelo Rebelo de Sousa ao Vaticano esteve na origem de várias publicações nas redes sociais a criticar a suposta falta de distanciamento entre ambos, em tempo de pandemia. Uma delas mostra mesmo duas fotografias do Presidente português a beijar as mãos do Papa. “Então agora não há Covid?”, questiona o autor da publicação. Apesar de verdadeiras, as fotografias são antigas e não foram tiradas na recente visita de Marcelo ao Vaticano.

A publicação em causa tem mais de 150 partilhas

A publicação mostra duas fotografias tiradas em dois momentos diferentes — nas duas é possível ver Marcelo Rebelo de Sousa a beijar a mão do Papa Francisco, mas nenhuma delas foi tirada na visita da semana passada ao Vaticano, já em contexto de pandemia da Covid-19. A da esquerda foi tirada em 2016, aquando da visita do Presidente português ao Vaticano — é uma fotografia da autoria do fotojornalista da Agência Lusa, Miguel A. Lopes.

O momento em que Marcelo Rebelo de Sousa beija a mão do Papa, na visita ao Vaticano, em 2016 (AFP/Getty Images)

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Já a imagem da direita foi tirada no ano seguinte, no dia 12 de maio de 2017. À chegada do Papa Francisco à Base Aérea de Monte Real, o Chefe de Estado português beija a mão de Jorge Bergoglio. A fotografia foi tirada pelo fotojornalista português João Relvas.

A imagem original utilizada na publicação, da autoria do fotojornalista João Relvas

É certo que Marcelo Rebelo de Sousa e o líder da Igreja Católica estiveram, de facto, muito próximos em alguns momentos da visita de 12 de março de 2021 ao Vaticano — o que pode ser considerado um desrespeito pelas recomendações sanitárias. É verdade que ambos chegaram a estar sem máscara e sem distanciamento social junto de outras pessoas. No entanto, não há registo de que o Presidente português tenha beijado a mão do Papa.

A visita do Chefe de Estado português ao Vaticano está na origem de várias publicações falsas. Recentemente, começaram a surgir diversas publicações que alegadamente mostram imagens de Marcelo com o Papa Francisco na última sexta-feira sem distanciamento social de terceiros, em pequenas multidões. No entanto, essas imagens são de arquivo e referem-se à visita do Papa a Fátima em 2017. A publicação utilizou imagens dessa visita — ocultando a indicação de que se tratava de imagens de arquivo — de forma a criar uma realidade ampliada e de maior incumprimento do que a situação que efetivamente aconteceu.

Fact Check. Imagens mostram Marcelo e Papa Francisco acompanhados por dezenas de pessoas na última sexta-feira?

Conclusão

Publicação alega que Marcelo Rebelo de Sousa beijou a mão do Papa Francisco na recente visita ao Vaticano e mostra mesmo duas imagens em que se vê o Chefe de Estado Português a beijar a mão do líder da Igreja Católica. Apesar de verdadeiras, as imagens são anteriores à pandemia da Covid-19: uma é da visita de Marcelo ao Vaticano em 2016 e a outra é da visita do Papa a Fátima, em 2017.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota 1: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

Nota 2: O Observador faz parte da Aliança CoronaVirusFacts / DatosCoronaVirus, um grupo que junta mais de 100 fact-checkers que combatem a desinformação relacionada com a pandemia da COVID-19. Leia mais sobre esta aliança aqui.

IFCN Badge