Parece ser uma notícia cíclica, que reaparece de vez em quando no Facebook. No entanto, continua tão falsa agora como em 2016, a primeira vez que começou a circular a informação de que Liedson, antigo jogador do Sporting e da seleção nacional, teria morrido após sofrer um acidente vascular cerebral.

Só nas últimas 24 horas o conteúdo foi partilhado 2,3 mil vezes na rede social e, em quatro meses, foi visto mais de 618 mil vezes. A notícia partilhada é do “Portalmoz News” e, assim que se abre o link, é possível perceber que o texto data de 17 de julho de 2016.

Publicação do site Portalmoz News é de 17 de julho de 2016

“Liedson, jogador brasileiro naturalizado português, morreu aos 38 anos quando ainda atuava no Flamengo, o craque teve um AVC na noite deste último sábado”, pode ler-se no texto que tem quase quatro anos.

Na altura, o site citava o portal “info24.pt” — que atualmente não corresponde a nenhum site, apenas a uma página no Facebook, criada a 4 de maio de 2018, e sem qualquer atividade — como fonte da história e garantia que se tratavam de “informações do Hospital São Sebastião de Recreio”. “Liedson morreu antes mesmo de dar entrada no setor de emergência”, podia ainda ler-se.

O primeiro sinal de alerta está logo nas datas. O brasileiro jogou no clube do Rio de Janeiro apenas até 2013, ano em que se reformou. Mas, para não haver dúvidas, o jogador de futebol foi rápido a desmentir tudo. “Estou vivinho, de onde saiu essa noticia falsa?”, perguntava o próprio, no mesmo dia, a alguns utilizadores do Facebook que tinham publicado mensagens de condolências. Porém, isso não foi suficiente para travar os boatos, que se prolongaram até ao final de 2016.

A 19 de dezembro, Liedson deixava uma nova mensagem no seu Instagram. “Boa noite pessoal. Então gente, alguma pessoa de mau gosto postou uma notícia falsa dizendo que eu faleci, mas isso não é verdade. Já cansei de esclarecer aqui para algumas pessoas que estou bem, mas mesmo assim continuam me perguntando. Então, só para esclarecer, essa notícia é falsa. Estou super bem, graças a Deus”, garantia.

A mensagem que Liedson deixou na sua conta de Instagram

Estamos em abril de 2020 e, pelo Facebook, há quem esteja de luto, de novo, por “Levezinho”, como era conhecido em Portugal. A 30 de março, a página “O Sporting Somos Nós” alertava para a notícia falsa a circular. “Amigos o Liedson não morreu. Parem de partilhar isso. Já mataram o homem umas 40 vezes”, lê-se na publicação.

Amigos o Liedson não morreu. Parem de partilhar isso. Já mataram o homem umas 40 vezes.

Posted by O SPORTING SOMOS NÓS on Monday, March 30, 2020

Liedson da Silva Muniz deixou de jogar em 2013. Terminou a carreira no Flamengo, depois de ter passado pelo Futebol Clube do Porto por empréstimo. Antes tinha representado o Sporting entre 2003 e 2011 e em 2009 naturalizou-se português, chegando a ser convocado para a seleção nacional.

O atleta brasileiro continua ativo nas redes sociais. A última publicação no Instagram foi feita a 17 de fevereiro. “Parabéns didico” diz a legenda que acompanha uma foto com o antigo colega de equipa. Nos comentários, um utilizador lançou o pânico no final de março, ao escrever “Descanse em paz campeão”. Houve fãs a acreditarem e outros a denunciarem as “fake news”. Desta vez, Liedson ainda não se pronunciou.

Conclusão

É falso que Liedson tenha morrido. A informação começou a circular em 2016 mas o jogador brasileiro nunca sofreu sequer um AVC. O próprio desmentiu a notícia nesse ano e por diversas vezes. A história reapareceu agora e o link, partilhado milhares de vezes no Facebook, continua a ser o mesmo, o de 2016.

Assim, segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge