O ambiente eleitoral já vai quente e um dos assuntos que tem pesado sobre a imagem do Governo socialista é a multiplicação de notícias sobre relações familiares não só ao nível de gabinetes políticos, como também do Conselho de Ministros. O assuntos já fez a oposição sublinhar as “promiscuidades familiares” que existem no Governo, a que o comentador social-democrata Marques Mendes chamou mesmo de “overdose familiar”. Agora o assunto não passa sequer ao lado dos parceiros de coligação, com a líder do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, a fazer questão de assinalar, este domingo, a necessidade de uma “reflexão” no Governo sobre as nomeações de “pessoas com muitas afinidades”. Foi aqui que o assunto chegou a Carlos César — também ele já alvo, no passado, de notícias no mesmo sentido –, que atirou de volta com uma acusação ao Bloco.

PS responde e acusa Bloco de ter “abundantes relações familiares” na sua bancada

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.

IFCN Badge