A mais recente ofensiva no conflito que opõe Israel e Palestina já matou mais de 160 pessoas desde que começou, a 8 de julho, mas há uma polémica lateral a crescer. Um dia depois no início da operação “Protective Edge” , alguns israelitas foram fotografados, numa colina na cidade israelita de Sderot, a assistir sorridentes aos bombardeamentos a Gaza. As imagens estão a gerar polémica.

Sderot é uma das cidades mais próximas da Faixa de Gaza e um dos alvos habituais dos rockets que são disparados pelo Hamas ou pela Jihad Islâmica.

“Cinema Sderot. Israelitas trazem cadeiras para uma colina em Sderot para assistir às últimas de Gaza. Aplausos quando são ouvidas explosões”. A fotografia e respetiva legenda foram publicadas no Twitter pelo jornalista dinamarquês Allan Sørensen, correspondente do jornal dinamarquês Kristeligt Dagblad no Médio Oriente.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Em cinco dias, a fotografia onde se veem israelitas sorridentes sentados em bancos, cadeiras e até sofás,  teve quase 10.000 partilhas e está a causar discussão das redes sociais.

“Enojado! A alegria da outra morte … Que coisa triste”, disse um utilizador. O jornalista respondeu: “concordo”.

israel-gaza-sofa-hill

Foto publicada pelo Independent

O correspondente da televisão catalã TV3 para o Médio Oriente, Albert Elfa, também publicou no seu twitter imagens que alegadamente mostram israelitas a prepararem-se para assistir aos bombardeamentos, ainda durante o dia.

De acordo com o jornal israelita Haaretz, o exército deu ordem de evacuação da zona norte de Gaza e algumas famílias estão a abandonar o território.

O conflito tem-se intensificado e, em seis dias, contam-se mais de 160 mortos, todos palestinianos. Este domingo, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu admitiu que não sabe quando é que a operação “Protective Edge” vai acabar. “Pode durar muito tempo”, relata o Haaretz.