A companhia de seguros Tranquilidade está a propor aos seus clientes a abertura de contas no Novo Banco como contrapartida para garantir melhorias nos contratos de seguros, avança o jornal Público, que obteve uma carta que os clientes em fim de contrato estão a receber.

“A abertura dessa conta permite receber metade do valor do prémio”, referiu ao jornal um operador da linha telefónica da Tranquilidade, que, no entanto, não quis especificar as condições associadas à referida conta no Novo Banco, que agora ficará responsável pela seguradora até à venda desta ao grupo norte-americano Apollo.

A Tranquilidade fazia parte do Grupo Espírito Santo (GES) e deverá ser vendida por 200 milhões de euros, depois de passar do grupo para o Novo Banco, que, com esta campanha, aproveita para angariar clientes numa fase em que lança uma nova imagem institucional. Segundo o porta-voz da instituição, ouvido pelo Público, este tipo de iniciativa “já existe há três anos”.