O Governo não fez uma análise do impacto dos problemas com o Banco Espírito Santo e com a crise no Grupo Espírito Santo no crescimento económico deste ano, admitiu hoje a ministra das Finanças.

“Não temos. O Governo não fez”, disse Maria Luís Albuquerque, em resposta a perguntas dos jornalistas na conferência de imprensa em que apresentava os traços gerais do Orçamento Retificativo que o Governo entrega hoje à Assembleia da República.

A ministra explicou que uma análise desse género é complexa e que envolveria, entre outras coisas, calcular o impacto da perda da confiança gerada pelos problemas no BES, e que por isso para já não é possível fazer essa avaliação.

Recorde-se que hoje a ministra das Finanças reviu em baixa a previsão de crescimento económico para este ano de 1,2% do PIB (que estavam previstos no Documento de Estratégia Orçamental) para 1% do PIB, depois de a economia ter contraído no primeiro trimestre do ano, de forma inesperada, em 0,6% do PIB.